Fechar
Publicidade

Sábado, 4 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Escolas estaduais voltam de forma integral em todo o Grande ABC

Celso Luiz/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Da redação

19/10/2021 | 05:54


As escolas estaduais de todas as cidades do Grande ABC voltaram ontem a receber 100% dos alunos matriculados, assim como havia antecipado na quinta-feira o governador João Doria (PSDB). A mesma regra vale para as unidades particulares e as cidades têm autonomia para decidir sobre a retomada das escolas municipais. Na região, Mauá e Rio Grande da Serra disseram que não têm data para o retorno integral nos colégios sob responsabilidade dos municípios.

Em Diadema, a Prefeitura autorizou a retomada de 50% dos alunos matriculados nas escolas municipais a partir de segunda-feira, dia 25. São Caetano, por sua vez, apenas informou que “algumas unidades escolares já contam com 100% da frequência presencial, mas ainda há escolas municipais com alunos em ensino remoto”. Ribeirão Pires conta com o sistema híbrido em toda a rede, exceto para crianças com idade abaixo de 2 anos, no berçário 1. A previsão é a de que elas retornam gradualmente ao ambiente físico amanhã. Santo André e São Bernardo irão seguir a orientação do Estado e todos os seus alunos retornaram ontem às aulas.

Apesar da liberação, o movimento de alunos na EE (Escola Estadual) Américo Brasiliense, que fica no Centro de Santo André – uma das maiores do Estado –, foi bastante fraco, com poucos estudantes no período vespertino. O governo do Estado não divulgou boletim com a quantidade de alunos que retornaram presencialmente para as salas.

Apesar da liberação do Estado, a maior parte das escolas da rede pública só voltará a funcionar com 100% dos alunos em sistema presencial a partir do dia 3 de novembro. Isso porque, de acordo com a Seduc (Secretaria da Educação do Estado de São Paulo), 3.879 escolas, ou 75% de um total 5.130, não têm espaço físico nas salas de aulas para que haja um distanciamento mínimo de 1 metro entre os alunos, como determina decisão governo do Estado. Nessas unidades, até o próximo dia 3 – quando o distanciamento de um metro deixará de ser exigido – haverá um rodízio presencial entre os estudantes.

MÁSCARA OBRIGATÓRIA

O uso de máscaras continua exigido, assim como a higienização das mãos com álcool em gel. São exceção à obrigatoriedade da presença nas salas de aula os jovens pertencentes ao grupo de risco, com mais de 12 anos, que não tenham completado o ciclo vacinal contra Covid-19; jovens gestantes e puérperas; e crianças menores de 12 anos pertencentes ao grupo de risco para a Covid-19, para as quais não há vacina aprovada no País. da Redação 



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;