Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 28 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

economia@dgabc.com.br | 4435-8057

Santo André estima PIB 10% maior com a Nova Ceasa

DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Projeto de ampliação da central de abastecimento deve elevar a produção de riquezas de R$ 27 bi para R$ 29 bi


Yasmin Assagra

25/09/2021 | 08:39


O projeto para ampliação e modernização da Ceasa (Central de Abastecimento) de Santo André), do qual surgirá a Nova Ceasa ABC, já desponta como importante ferramenta para alavancar a economia do município, conforme avaliação feita ontem pela manhã pelo prefeito Paulo Serra (PSDB), durante apresentação do empreendimento, localizado na Avenida dos Estados. A estimativa do chefe do Executivo é a de que após a entrega da obra e início das atividades comerciais – dentro de aproximadamente dois anos e meio –, Santo André deverá ter aumento de 10% no PIB (Produto Interno Bruto), elevando a geração de riquezas do município a cerca de R$ 29 bilhões – o último dado, de 2018, mostrava que eram R$ 27 bilhões. 

Conforme o que está no projeto, sob responsabilidade de consórcio formado portrês empresas, que fará também a gestão do empreendimento, o complexo contará com a nova central de abastecimento, mercado municipal e um centro de compras, reunindo gastronomia e lazer. Atualmente, a Ceasa conta com 66 boxes de hortifrutigranjeiros, que atendem, entre outros, mercados, quitandas, bares e restaurantes. Número que aumentará para 216.

“É um momento especial, que representa uma virada em nosso comércio atacadista. Por muitos anos, nossa Ceasa ficou praticamente paralisada, porque o mixe de produtos deixa a desejar, e com isso temos deficit de clientes. Isso será corrigido com a nova Ceasa, que vai modificar o sistema e fazer a setorização de boxes e ampliar a oferta de produtos. Será um diferencial e tornará a central mais atrativa para comerciantes do Grande ABC, da Zona Leste de São Paulo e da Baixada Santista, que abrigam cerca de 4,5 milhões de pessoas”, detalha Reinaldo Messias, superintendente da Craisa (Companhia Regional de Abastecimento Integrado de Santo André), que administra a Ceasa.

A geração de trabalho e renda também reforçaráa a economia do Grande ABC como um todo e, em particular, de Santo André, com a criação de cerca de 20 mil postos de trabalho, sendo 15 mil indiretos e 5.000 diretos, quando estiver em funcionamento. “Esses últimos 18 meses foram muito complicados (por conta da pandemia), então será um grande empreendimento para Santo André, tanto pela Ceasa, por causa dos produtos à venda, quanto para toda a cidade e moradores”, reforça o CEO da Nova Ceasa, Brandon Crozier. 

O prefeito Paulo Serra ainda cita a integração do novo projeto com demais revitalizações já realizadas na cidade, como a recuperação da Avenida dos Estados no trecho que corta a cidade – passa ainda por São Caetano e Mauá. “Muitos governadores, e todos (os profissionais) que analisam a economia dizem que o Grande ABC é a maior esquina do Brasil, mas precisamos fazer com que isso seja verdade, e só vira verdade com investimentos em infraestrutura, como canalização do rio e combate às enchentes. Isso pesa na hora de a empresa decidir onde colocar um investimento (como a Nova Ceasa ABC)”, conclui Paulo Serra. 

EMBAIXADOR

Ainda na apresentação oficial do plano foi anunciado que Marcos Evangelista de Morais, mais conhecido como Cafu, considerado um dos maiores laterais direitos da história do futebol e capitão do Brasil na coqnuista da Copa do Mundo de 2002, no Japão e Coreia do Sul, será um dos embaixadores do projeto. “O Grande ABC só vai engrandecer com esse empreendimento. Santo André já vem crescendo a cada ano. Vai trazer mais desenvolvimento da economia, empregos e, além disso, fará com que as pessoas vejam a cidade de outro jeito. Tenho certeza de que será maravilhoso”, diz Cafu. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;