Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 26 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Dois consórcios confirmam oferta para reestruturar Castelo Branco

DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Proposta mais vantajosa apresentada foi fixada em R$ 145,9 milhões


Fábio Martins
Do Diário do Grande ABC

07/08/2021 | 00:36


Dois consórcios confirmaram proposta financeira em licitação da Prefeitura de Santo André, gerida por Paulo Serra (PSDB), para executar a construção da mudança viária no Viaduto Castelo Branco com a Avenida dos Estados, o que comporta o projeto de ligação da Avenida Prestes Maia ao bairro Santa Teresinha. A oferta mais vantajosa financeiramente – um dos principais critérios de escolha – foi o denominado Consórcio Complexo Santa Teresinha (composto pelas empresas Terracom Construções Ltda e Teixeira Duarte Engenharia e Construções S/A), no valor em R$ 145,9 milhões.

O outro conglomerado de empresas participante do processo foi o Consórcio Complexo (formado pelas firmas FBS Construção Civil e Pavimentação SA e DP Barros Pavimentação e Construção Ltda), cuja oferta se deu no montante de R$ 149,5 milhões, volume que constava no edital como estimativa de investimento do Paço para concretização do projeto, que integra pacote de financiamento do BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento). A intervenção envolve o reforço e remodelação do viaduto, que sofre historicamente com manutenção por ser via de acesso de caminhões à Avenida dos Estados.

A sessão de abertura dos envelopes ocorreu na terça-feira. Existe agora prazo legal para análise das documentações das empresas interessadas, a ser verificada por corpo de representantes da comissão permanente de licitações, além de eventuais contestações jurídicas à condução do edital. “Estima-se que a homologação da vencedora aconteça no fim do mês de setembro e a ordem de serviço seja assinada em meados de outubro”, pontuou o Paço, por nota. A expectativa é que o prazo de execução da obra dure um ano e oito meses.

O edital aponta que a vencedora do processo precisará reestruturar o Complexo Santa Teresinha, com a construção de novas alças elevadas, novas pontes e dois novos viadutos, bem como revitalizar a Praça Samuel de Castro Neves. A proposta abrange, por exemplo, que uma das alças do Viaduto Castelo Branco possa transpor o Rio Tamanduateí para integrar diretamente a pista da Avenida dos Estados, sentido São Paulo, sem passar pelos semáforos do entorno da praça. A ideia é que dentro deste contexto a medida possa também aliviar os congestionamentos na região em horários de pico.

A intervenção irá resultar, segundo a avaliação técnica do governo tucano, em melhoria da fluidez do tráfego. “Com a criação das novas alças elevadas será possível reduzir o número de cruzamentos em nível e melhorar a fluidez dos motoristas que trafegam nos dois sentidos do Viaduto Castelo Branco para acessar o 1º e 2º subdistritos. Além disso, as novas pistas do complexo viário Santa Teresinha vão contar com acessibilidade para pedestres e ciclistas, para garantir maior segurança viária.” 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;