Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 26 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Renatinho presidirá CPI da Enel em Sto.André; Pinchiari será relator

Divulgação Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Vereador diz que recebeu ligação de outras câmaras por trabalho em conjunto no caso


Fábio Martins
Do Diário do Grande ABC

06/08/2021 | 00:15


A CPI da Enel, aprovada na sessão de terça-feira na Câmara de Santo André, definiu as funções dos integrantes do grupo. Autor da proposta, o vereador Renatinho do Conselho (Avante) presidirá o bloco e terá Marcos Pinchiari (PSDB) como relator da comissão que vai analisar o serviço prestado pela concessionária de iluminação.

Os demais componentes serão Bahia Santana (PSDB), Pedro Awada (Patriota) e Ana Veterinária (DEM) – definidos por sorteio. O quinteto terá prazo de 90 dias para investigar e produzir um relatório, que será, posteriormente, votado em plenário. O período de apuração pode ser prorrogado por mais três meses, mediante também aval da casa.

Renatinho disse que já recebeu ligações de vereadores de outras cidades do Grande ABC para uma atuação em conjunto, uma vez que o volume alto de reclamações se espalha pelos demais municípios. “Vamos trabalhar pela população e para mostrar que a empresa presta um péssimo serviço, que precisa ser melhorado com urgência”, sustentou o presidente da CPI andreense.

No escopo do pedido de CPI, Renatinho citou que há a ausência de manutenção por parte da concessionária, visível sucateamento dos equipamentos e crescimento em mais de 2.000% no número de reclamações referentes às cobranças abusivas nas contas de luz.

Ao Diário, a Enel relatou que não foi comunicada oficialmente sobre a instalação da CPI e relatou que “está à disposição para auxiliar e prestar esclarecimentos aos vereadores”.

Porém, assegurou que houve redução de 36% no volume total de reclamações ingressadas no Grande ABC e Região Metropolitana na comparação com o último semestre do ano passado.

“No mesmo período, a companhia identificou mudança no perfil de consumo e comportamento dos clientes, observando que 74% das reclamações ingressadas pelos procons associados à região estão relacionadas ao tema de faturamento, porém, após análise 90% são classificadas como improcedentes. A distribuidora ressalta que houve redução de quase 50% no volume de reclamações dos clientes sobre falta de energia entre 2016 e 2020, considerando o consolidado dos diversos canais de atendimento da concessionária, como o call center, a agência virtual e o aplicativo. Apenas entre 2019 e 2020, a queda nas reclamações sobre falta de energia foi de 8,4%”, pontuou a concessionária, por nota, emendando que houve também redução de índices de frequência de interrupções no município.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;