Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 23 de Setembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

economia@dgabc.com.br | 4435-8057

Taxas longas de juros recuam, mas riscos locais limitam melhora com exterior



02/08/2021 | 09:48


A dois dias da decisão do Comitê de Política Monetária (Copom), a curva de juros segue pressionada pelos riscos inflacionários, fiscais e em meio também aos ruídos políticos. A melhora do humor no exterior e queda do dólar colocam os juros longos em leve queda, mas os médios curtos operam mais perto dos ajustes em meio à perspectiva de aumento de 100 pontos-base da Selic esta semana, para 5,25% ao ano, piora significativa das projeções para IPCA 2021 no relatório Focus, além de discussões sobre Bolsa Família fora do teto de gastos entre os riscos fiscais.

Às 9h32 desta segunda-feira, 2, a taxa do contrato de depósito interfinanceiro (DI) para janeiro de 2027 estava caía para mínima de 8,97%, de 9,04% no ajuste de sexta-feira (30). O DI para janeiro de 2025 ia para 8,67%, de 8,70%, e o para janeiro de 2023 estava estável em 7,82%. Já o vencimento para janeiro de 2022 exibia taxa de 6,32%, de 6,34% no ajuste de sexta-feira.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;