Fechar
Publicidade

Sábado, 25 de Setembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Governo Marcelo decide fazer PPA participativo

Denis Maciel/ DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Criticado pela ausência de orçamento com consulta popular, gestão abre canal de sugestões


Raphael Rocha
Do Diário do Grande ABC

10/07/2021 | 00:06


Depois de sinalizar que não realizaria o OP (Orçamento Participativo), programa vitrine de gestões petistas, o governo do prefeito de Mauá, Marcelo Oliveira (PT), instituiu um canal de sugestões populares para o PPA (Plano Plurianual), peça que desenha os investimentos para os próximos quatro anos.

O ParticiPPA, como foi denominado, teve a plataforma inaugurada na segunda-feira. “O objetivo é dar voz aos munícipes na elaboração do PPA, instrumento previsto na Constituição Federal que serve de base para a produção dos próximos quatro orçamentos, no caso, os de 2022 a 2025”, citou a administração, em sua página oficial.

Pelas regras estabelecidas, o morador pode escolher de dois a três eixos para oferecer sua sugestão. As áreas são políticas de desenvolvimento social, políticas de desenvolvimento urbano e ambiental e políticas de desenvolvimento econômico, trabalho e renda. Para cada eixo escolhido, o munícipe pode indicar dois temas. Há espaço com sugestões prévias, mas existe também campo para que o usuário encaminhe sua demanda.

No site participa.maua.sp.gov.br, o interessado em indicar sua ideia para o PPA precisa preencher cadastro com nome, idade, gênero, bairro e número de celular. Serão gerados usuário e senha para acesso ao sistema.

“Iremos iniciar o PPA Participativo. Iremos planejar a nossa cidade para os próximos quatro anos. O PPA é fundamental para reconstruir nossa cidade, com ideias e sugestões da nossa população, para melhorar a qualidade de vida do nosso povo”, comentou Marcelo, em vídeo divulgado no site do ParticiPPA.

No mês passado, o Diário mostrou que o secretário de Finanças do município, Paulo José de Almeida, em audiência pública realizada na Câmara, havia avisado que não iria dar andamento ao OP neste ano. Ele culpou a pandemia de Covid-19 e ouviu críticas dos vereadores Leonardo Alves (PSDB) e Júnior Getúlio (PT). “Há cobrança por parte da sociedade de ser ouvida. Isso é importante para Mauá, porque nas gestões em que tivemos Orçamento Participativo foram governos que deram certo”, disse o petista, à época.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;