Fechar
Publicidade

Sábado, 15 de Maio

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

economia@dgabc.com.br | 4435-8057

Tesouro dos EUA anuncia estratégia coordenada com visão em questões climáticas



19/04/2021 | 15:11


O Departamento do Tesouro dos Estados Unidos anunciou nesta segunda-feira uma nova política coordenada tendo em vista as questões climáticas, e que irá colocar a economia em "uma posição de crescimento sólido e sustentável tendo em vista as emissões zero de carbono no futuro", de acordo com comunicado.

Além disso, o Tesouro anunciou um conselheiro para o tema, John E. Morton, que será o primeiro a ocupar tal cargo. Segundo o comunicado, Morton conta com mais de 25 anos de experiência com mercados emergentes e política ambiental.

O trabalho consistirá em comandar o Centro do Clima, e "reportar diretamente e aconselhar a Secretário sobre uma ampla gama de questões climáticas", além de se concentrar "nos esforços do Tesouro para facilitar e desbloquear o financiamento para investimentos para alcançar uma economia de zero emissão em casa e no exterior", afirma o comunicado.

A intenção é "utilizar toda a força do Departamento do Tesouro na formulação de políticas nacionais e internacionais, alavancando finanças e na mitigação de riscos financeiros para enfrentar a ameaça das mudanças climáticas", indica o documento. Segundo o comunicado, dentre as prioridades, estão a transição climática e uma política tributária voltada para uma economia ligada ao clima.

"As mudanças climáticas apresentam novos desafios e oportunidades para a economia dos EUA. As profundas consequências de nossas ações exigem que o Departamento do Tesouro faça do tema uma das principais prioridades", afirmou a secretária do Tesouro, Janet Yellen.

No campo internacional, o documento indica que o Tesouro irá "mobilizar recursos financeiros para investimentos favoráveis ao clima no país e no exterior e priorizar a transição acelerada de setores e indústrias de alta emissão" e "promover abordagens globalmente consistentes para riscos financeiros relacionados ao clima".



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Tesouro dos EUA anuncia estratégia coordenada com visão em questões climáticas


19/04/2021 | 15:11


O Departamento do Tesouro dos Estados Unidos anunciou nesta segunda-feira uma nova política coordenada tendo em vista as questões climáticas, e que irá colocar a economia em "uma posição de crescimento sólido e sustentável tendo em vista as emissões zero de carbono no futuro", de acordo com comunicado.

Além disso, o Tesouro anunciou um conselheiro para o tema, John E. Morton, que será o primeiro a ocupar tal cargo. Segundo o comunicado, Morton conta com mais de 25 anos de experiência com mercados emergentes e política ambiental.

O trabalho consistirá em comandar o Centro do Clima, e "reportar diretamente e aconselhar a Secretário sobre uma ampla gama de questões climáticas", além de se concentrar "nos esforços do Tesouro para facilitar e desbloquear o financiamento para investimentos para alcançar uma economia de zero emissão em casa e no exterior", afirma o comunicado.

A intenção é "utilizar toda a força do Departamento do Tesouro na formulação de políticas nacionais e internacionais, alavancando finanças e na mitigação de riscos financeiros para enfrentar a ameaça das mudanças climáticas", indica o documento. Segundo o comunicado, dentre as prioridades, estão a transição climática e uma política tributária voltada para uma economia ligada ao clima.

"As mudanças climáticas apresentam novos desafios e oportunidades para a economia dos EUA. As profundas consequências de nossas ações exigem que o Departamento do Tesouro faça do tema uma das principais prioridades", afirmou a secretária do Tesouro, Janet Yellen.

No campo internacional, o documento indica que o Tesouro irá "mobilizar recursos financeiros para investimentos favoráveis ao clima no país e no exterior e priorizar a transição acelerada de setores e indústrias de alta emissão" e "promover abordagens globalmente consistentes para riscos financeiros relacionados ao clima".

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;