Fechar
Publicidade

Sábado, 15 de Maio

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Nacional

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Governo de SP volta a pedir à Saúde fim de requisição do kit intubação



19/04/2021 | 12:47


O governo do Estado de São Paulo voltou a pedir nesta segunda-feira (19) para que o Ministério da Saúde suspenda a requisição para medicamentos utilizados na intubação de pacientes graves acometidos pela covid-19.

Segundo o secretário estadual de Saúde, Jean Carlo Gorinchteyn, "se o Estado de São Paulo não tivesse tido requisições administrativas pelo Ministério da Saúde, teríamos quantitativo suficiente tanto para o Estado quanto para o município durante período considerável". De acordo com o secretário, a aquisição dos medicamentos continua acontecendo, porém "em quantidade muito pequena e com entregas postergadas".

"Conclamamos ao Ministério da Saúde para que retire a requisição administrativa para que o Estado de São Paulo como todos os outros possam adquirir produtos de uma forma mais célere, na quantidade necessária, sem depender de comércio internacional", completou.

Para o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), o governo federal precisa revogar a medida do Ministério da Saúde. "Se o fizer, não só São Paulo como os demais Estados voltarão a fazer a aquisição destes medicamentos diretamente dos laboratórios", afirmou Doria. A medida foi posta em efeito em março durante pico da covid-19 em março a fim de evitar o desabastecimentos dos medicamentos.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Governo de SP volta a pedir à Saúde fim de requisição do kit intubação


19/04/2021 | 12:47


O governo do Estado de São Paulo voltou a pedir nesta segunda-feira (19) para que o Ministério da Saúde suspenda a requisição para medicamentos utilizados na intubação de pacientes graves acometidos pela covid-19.

Segundo o secretário estadual de Saúde, Jean Carlo Gorinchteyn, "se o Estado de São Paulo não tivesse tido requisições administrativas pelo Ministério da Saúde, teríamos quantitativo suficiente tanto para o Estado quanto para o município durante período considerável". De acordo com o secretário, a aquisição dos medicamentos continua acontecendo, porém "em quantidade muito pequena e com entregas postergadas".

"Conclamamos ao Ministério da Saúde para que retire a requisição administrativa para que o Estado de São Paulo como todos os outros possam adquirir produtos de uma forma mais célere, na quantidade necessária, sem depender de comércio internacional", completou.

Para o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), o governo federal precisa revogar a medida do Ministério da Saúde. "Se o fizer, não só São Paulo como os demais Estados voltarão a fazer a aquisição destes medicamentos diretamente dos laboratórios", afirmou Doria. A medida foi posta em efeito em março durante pico da covid-19 em março a fim de evitar o desabastecimentos dos medicamentos.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;