Fechar
Publicidade

Domingo, 9 de Maio

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

economia@dgabc.com.br | 4435-8057

Serviços operam 10,8% abaixo do pico registrado em novembro de 2014, diz IBGE



15/04/2021 | 11:04


O setor de serviços conseguiu enfim recuperar as perdas provocadas pela crise sanitária, mas ainda está distante do pico alcançado anos atrás. Em fevereiro de 2021, os serviços ainda operavam 10,8% abaixo do ponto mais alto, registrado em novembro de 2014. Os dados são da Pesquisa Mensal de Serviços divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Os Serviços prestados às famílias estavam 33,4% abaixo do pico de outubro de 2013, enquanto os serviços de informação e comunicação operavam 5,0% aquém do auge alcançado em março de 2015.

Os Serviços profissionais, administrativos e complementares estavam 22,0% abaixo do ápice de setembro de 2014, e os Transportes funcionavam 9,4% aquém do pico de novembro de 2014.

O segmento de Outros serviços estava 11,0% abaixo do auge de janeiro de 2012.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Serviços operam 10,8% abaixo do pico registrado em novembro de 2014, diz IBGE


15/04/2021 | 11:04


O setor de serviços conseguiu enfim recuperar as perdas provocadas pela crise sanitária, mas ainda está distante do pico alcançado anos atrás. Em fevereiro de 2021, os serviços ainda operavam 10,8% abaixo do ponto mais alto, registrado em novembro de 2014. Os dados são da Pesquisa Mensal de Serviços divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Os Serviços prestados às famílias estavam 33,4% abaixo do pico de outubro de 2013, enquanto os serviços de informação e comunicação operavam 5,0% aquém do auge alcançado em março de 2015.

Os Serviços profissionais, administrativos e complementares estavam 22,0% abaixo do ápice de setembro de 2014, e os Transportes funcionavam 9,4% aquém do pico de novembro de 2014.

O segmento de Outros serviços estava 11,0% abaixo do auge de janeiro de 2012.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;