Fechar
Publicidade

Sábado, 15 de Maio

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

economia@dgabc.com.br | 4435-8057

Consórcio Nova Ceasa ABC é aprovado e ampliação da Craisa pode começar ainda neste ano

Denis Maciel/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Grupo composto por três empresas é o selecionado; contrato será assinado em até 30 dias


Flavia Kurotori
Do Diário do Grande ABC

13/04/2021 | 16:10


A Craisa (Companhia Regional de Abastecimento Integrado de Santo André) homologou nesta terça-feira (13) a documentação aprovando o Consórcio Nova Ceasa ABC como responsável pela ampliação e modernização da Ceasa (Centro de Abastecimento) Grande ABC. O contrato deve ser assinado em até 30 dias e o grupo, que é composto por três empresas (duas do ramo alimentício e uma incorporadora), tem até seis meses para iniciar as intervenções.

O Consórcio Nova Ceasa ABC foi o único a apresentar a proposta no certame apresentado pela Prefeitura de Santo André. O resultado foi divulgado em 18 de fevereiro, porém, o grupo passou por análises técnicas de “praxe”, principalmente por se tratar de três empresas distintas. Os procedimentos incluíram avaliação da proposta, dos balanços e das certidões das partes, assim como perícia contábil, aponta Reinaldo Messias, superintendente da Craisa.

A ampliação inclui a construção de mercado municipal, construção de boxes adicionais para comércio de hortifrúti, dos atuais 63 para 216, e incremento na quantidade de pedras – divisões de espaços delimitados no chão – de 81 para 132. Para Messias, o processo irá marcar a consolidação da Ceasa Grande ABC. “A expectativa é muito grande. Atualmente, temos espaço de 180 mil m² e cerca de 40 mil m² de construção. (Após as intervenções) Vai ser aproveitado praticamente 100% do terreno, acredito que teremos 300% de crescimento no giro de mercadorias”, avalia.

Segundo Messias, a missão será abastecer toda a região, além da Baixada Santista e da Zona Leste da Capital. “A logística vai ficar muito mais fácil para os donos de mercados e hortifrútis. O que hoje nos atrapalha é que não temos todos os produtos, somos deficitários em alguns itens. Então, a pessoa não vai manda um caminhão ir na Ceasa Grande ABC e depois na Ceagesp (Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo)”, afirma.

Depois das melhoras, a Ceasa Grande ABC será setorizado, tendo, por exemplo, o setor da batata, o das frutas e o das hortaliças, garantindo que sempre haverá aquela categoria de produto naquele espaço, explica Messias. “Questão importante é atender com todas as variedades de hortifrutigranjeiros com aumento e modernização dos boxes, bem como a melhor distribuição e oferta de produtos, inclusive frutas importadas, que não existem hoje na Ceasa Grande ABC”, corrobora, em nota, o Nova Ceasa ABC.

Além disso, também está prevista a construção de mais um espaço, onde poderá funcionar um shopping, um centro comercial ou um outlet. Ao Diário, o grupo disse que está finalizando a avaliação de mercado para decidir, junto aos parceiros, qual empreendimento será criado. O investimento será de aproximadamente R$ 200 milhões e a expectativa é que 5.000 empregos diretos e 15 mil indiretos sejam gerados.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Consórcio Nova Ceasa ABC é aprovado e ampliação da Craisa pode começar ainda neste ano

Grupo composto por três empresas é o selecionado; contrato será assinado em até 30 dias

Flavia Kurotori
Do Diário do Grande ABC

13/04/2021 | 16:10


A Craisa (Companhia Regional de Abastecimento Integrado de Santo André) homologou nesta terça-feira (13) a documentação aprovando o Consórcio Nova Ceasa ABC como responsável pela ampliação e modernização da Ceasa (Centro de Abastecimento) Grande ABC. O contrato deve ser assinado em até 30 dias e o grupo, que é composto por três empresas (duas do ramo alimentício e uma incorporadora), tem até seis meses para iniciar as intervenções.

O Consórcio Nova Ceasa ABC foi o único a apresentar a proposta no certame apresentado pela Prefeitura de Santo André. O resultado foi divulgado em 18 de fevereiro, porém, o grupo passou por análises técnicas de “praxe”, principalmente por se tratar de três empresas distintas. Os procedimentos incluíram avaliação da proposta, dos balanços e das certidões das partes, assim como perícia contábil, aponta Reinaldo Messias, superintendente da Craisa.

A ampliação inclui a construção de mercado municipal, construção de boxes adicionais para comércio de hortifrúti, dos atuais 63 para 216, e incremento na quantidade de pedras – divisões de espaços delimitados no chão – de 81 para 132. Para Messias, o processo irá marcar a consolidação da Ceasa Grande ABC. “A expectativa é muito grande. Atualmente, temos espaço de 180 mil m² e cerca de 40 mil m² de construção. (Após as intervenções) Vai ser aproveitado praticamente 100% do terreno, acredito que teremos 300% de crescimento no giro de mercadorias”, avalia.

Segundo Messias, a missão será abastecer toda a região, além da Baixada Santista e da Zona Leste da Capital. “A logística vai ficar muito mais fácil para os donos de mercados e hortifrútis. O que hoje nos atrapalha é que não temos todos os produtos, somos deficitários em alguns itens. Então, a pessoa não vai manda um caminhão ir na Ceasa Grande ABC e depois na Ceagesp (Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo)”, afirma.

Depois das melhoras, a Ceasa Grande ABC será setorizado, tendo, por exemplo, o setor da batata, o das frutas e o das hortaliças, garantindo que sempre haverá aquela categoria de produto naquele espaço, explica Messias. “Questão importante é atender com todas as variedades de hortifrutigranjeiros com aumento e modernização dos boxes, bem como a melhor distribuição e oferta de produtos, inclusive frutas importadas, que não existem hoje na Ceasa Grande ABC”, corrobora, em nota, o Nova Ceasa ABC.

Além disso, também está prevista a construção de mais um espaço, onde poderá funcionar um shopping, um centro comercial ou um outlet. Ao Diário, o grupo disse que está finalizando a avaliação de mercado para decidir, junto aos parceiros, qual empreendimento será criado. O investimento será de aproximadamente R$ 200 milhões e a expectativa é que 5.000 empregos diretos e 15 mil indiretos sejam gerados.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;