Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 19 de Abril

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Nacional

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Bolsonaro volta a criticar medidas de fechamento para frear pandemia



07/04/2021 | 14:33


O presidente Jair Bolsonaro voltou a criticar nesta quarta-feira, 7, medidas de fechamento adotadas por governadores e prefeitos para frear a pandemia da covid-19. O chefe do Executivo afirmou que a política do "fica em casa" e do fechamento do comércio está "empobrecendo" o País.

"Realmente está faltando um pouco de humanidade por parte de muitos governadores e prefeitos no Brasil nessa questão da pandemia. Lamentamos as mortes, queríamos que ninguém morresse, mas temos uma realidade pela frente", disse em evento de entrega da ampliação da pista de pouso do Aeroporto Internacional de Foz do Iguaçu (PR). "Desemprego é um efeito colateral mais danoso que o próprio vírus", completou.

"Queria cumprimentar os trabalhadores, aqueles que pegaram no pesado aqui e em nome de você apelar a todos governadores e prefeitos do Brasil: todo homem que trabalha, toda atividade que ele exerce para levar o pão para casa, é uma atividade essencial", afirmou.

Nesta tarde, o presidente Jair Bolsonaro participou da entrega da obra de ampliação da pista de pouso e decolagem do Aeroporto Internacional de Foz do Iguaçu. A ampliação da pista permitirá a realização de voos internacionais sem escala e tem objetivo de incentivar o turismo na região.

A obra contou com investimentos de Itaipu Binacional e da Infraero. Também foi inaugurado o novo pátio de manobras e a duplicação da via de acesso ao aeroporto. O aeroporto de Foz do Iguaçu foi um dos 22 leiloados na 6ª rodada de concessão de aeroportos, promovida nesta quarta-feira.

"Todas as estatais são importantes. O que nós pudermos fazer para privatizar parte das estatais, nós faremos", citou Bolsonaro. "Como disse aqui o presidente da Infraero (Hélio Paes de Barros Júnior), não teríamos recursos para investir mais pelo Brasil se nós não passarmos para a iniciativa privada a administração desses aeroportos e portos também que estão na pauta de privatizações e concessões nos próximos dias", disse.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Bolsonaro volta a criticar medidas de fechamento para frear pandemia


07/04/2021 | 14:33


O presidente Jair Bolsonaro voltou a criticar nesta quarta-feira, 7, medidas de fechamento adotadas por governadores e prefeitos para frear a pandemia da covid-19. O chefe do Executivo afirmou que a política do "fica em casa" e do fechamento do comércio está "empobrecendo" o País.

"Realmente está faltando um pouco de humanidade por parte de muitos governadores e prefeitos no Brasil nessa questão da pandemia. Lamentamos as mortes, queríamos que ninguém morresse, mas temos uma realidade pela frente", disse em evento de entrega da ampliação da pista de pouso do Aeroporto Internacional de Foz do Iguaçu (PR). "Desemprego é um efeito colateral mais danoso que o próprio vírus", completou.

"Queria cumprimentar os trabalhadores, aqueles que pegaram no pesado aqui e em nome de você apelar a todos governadores e prefeitos do Brasil: todo homem que trabalha, toda atividade que ele exerce para levar o pão para casa, é uma atividade essencial", afirmou.

Nesta tarde, o presidente Jair Bolsonaro participou da entrega da obra de ampliação da pista de pouso e decolagem do Aeroporto Internacional de Foz do Iguaçu. A ampliação da pista permitirá a realização de voos internacionais sem escala e tem objetivo de incentivar o turismo na região.

A obra contou com investimentos de Itaipu Binacional e da Infraero. Também foi inaugurado o novo pátio de manobras e a duplicação da via de acesso ao aeroporto. O aeroporto de Foz do Iguaçu foi um dos 22 leiloados na 6ª rodada de concessão de aeroportos, promovida nesta quarta-feira.

"Todas as estatais são importantes. O que nós pudermos fazer para privatizar parte das estatais, nós faremos", citou Bolsonaro. "Como disse aqui o presidente da Infraero (Hélio Paes de Barros Júnior), não teríamos recursos para investir mais pelo Brasil se nós não passarmos para a iniciativa privada a administração desses aeroportos e portos também que estão na pauta de privatizações e concessões nos próximos dias", disse.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;