Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 21 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

1982. A vitória do PT de Gilson Menezes Damo chega ao poder em Mauá. O bi de Prisco em Ribeirão Pires Mais um jovem em Rio Grande da Serra

Aleksandar Jovanovic, editor de Política do Diário do Grande ABC, resumiu a vitória do metalúrgico Gilson Menezes: nos próximos seis anos, Diadema terá a Prefeitura mais importante do País


Yasmin Assagra

01/04/2021 | 00:01


ELEIÇÃO 34 – 2

Aleks referia-se, claro, ao primeiro petista eleito prefeito no furacão do Grande ABC operário do início dos anos 1980. E profetizava o que viria pela frente em termos de cobrança e acompanhamento de uma administração pública.

Foi o que questionou outro editor do Diário, Milton Saldanha Machado, no calor da apuração da eleição 34 da história do Grande ABC: “O PT resistirá?”.

Hoje seria fácil responder: O PT, com seus rachas internos, resistiria por muitos anos em Diadema, mesmo que futuros prefeitos mudassem de camisa partidária, inclusive Gilson Menezes. 

Mas naquele ano da graça de 1982, as atenções todas se voltavam para Diadema – e para o novo chefe do Executivo, o que ousara liderar a primeira grande greve em pleno regime militar, parando a Scania-Vabis, em São Bernardo.

Derrota dupla de Lauro Michels. Dorival Rezende não faz sucessor. Romaldini: também não foi desta vez. Aarão elege seu candidato

571 – Sem recorrer à sublegenda, saindo como candidato único do PT, Gilson Menezes derrotou a dez candidatos a prefeito de Diadema. Com Paulo Afonso da Silva de vice, obteve 23.310 votos, ganhando de um ex-prefeito (Ricardo Putz), de um vice-prefeito (Romeu da Costa Pereira) e daquela que fora uma jovem revelação na política diademense, a vereadora Marion Magali de Oliveira.

572 – Os candidatos a prefeito de 1982 em Diadema: pelo PDT, José Jerônimo de Fraga; PTB, Jorge Ferreira, Ricardo Putz e Marion de Oliveira, que juntos alcançaram 21.443 votos, 1.367 a menos que Gilson; PMDB: Romeu da Costa Pereira, Orlando Anibal e Francisco Guillen.

573 – Em Editorial, o Diário sapecou: “PMDB e PTB, as vítimas de Lauro Michels”, prefeito que encerrava seu segundo e último mandato em Diadema.

574 – Num ‘voo’ em direção a Mauá, 14 candidatos disputando a Prefeitura. Vitória de Leonel Damo, com 28.196 votos e tendo Manoel Moreira como vice-prefeito; seu partido, o PMDB, saiu como mais dois candidatos: Olivier Negri Filho e Nelson Rodrigues. O PT, com dois candidatos – Francisco Roberto Grigio e Luiz Soares – alcançou 16 mil votos.

575 – Demais candidatos a prefeito de Mauá: pelo PDS, Luiz Alesina, Armando Marco Antônio e Amaury Fioravante (ex-prefeito); PTB: Gilberto Batista dos Santos, Manoel Gomes e Mauro Poderoso; PTB: Nivaldo Parmejani, José Ortiz e Ariocy Rodrigues Costa.

576 – Em Ribeirão Pires, Valdírio Prisco chega pela segunda vez ao Paço Municipal concorrendo com outros dez candidatos. Obtém 12.680 votos. Seu companheiro de chapa, o vice-prefeito eleito, foi Farah Rasga. A coligação do PMDB saiu também com Silvio de Abreu e Choji Miyake.

577 – Os outros candidatos a prefeito de Ribeirão Pires foram: pelo PDS, José Valdemar Romaldini (o segundo mais votado na cidade, com 3.162 votos), Yoti Yashioka e João Batista Rocha; PDT, Adalberto S. Cosme; PT: Raul Lobo e José Cantidio de Souza Lima; PTB: Claudio Gaeco, Welson dos Santos Ferreira e Sebastião Pereira Ladeira.

578 – Em Rio Grande da Serra, vitória de Willian Valério Ramos, apoiado pelo prefeito Aarão Teixeira e com Minton Yamada de vice. Seu partido teve mais um candidato a prefeito, José Roberto Xavier; Willian obteve 2.753 votos; José Roberto, 1.560.

579 – Demais candidatos a prefeito em Rio Grande da Serra. Pelo PDS, a ex-prefeita Irinéia José Midoli, Mauricio Modesto e José Pereira; PDT: Pedro Advincula Lopes; PT: Benedito Rodrigues de Araujo; PTB: Fábio dos Santos.

580 – A posse dos prefeitos eleitos em 15 de novembro de 1982 foi marcada para 1º de fevereiro de 1983. Até lá, muita análise e muita cobrança: “Apesar da eleição, os problemas continuam”, proclamava o Diário, em Editorial de 16 de novembro de 1982.

Diário há meio século

Quinta-feira, 1º de abril de 1971 – ano 13, edição 1500
Manchete – Presidente Medici: revolução é marco histórico

Município brasileiro

- Hoje é o aniversário de Arealva e São Miguel Arcanjo, no Estado de São Paulo.

- Entre as cidades brasileiras, aniversariam em 1º de abril: Caatiba, Fátima e Itarantim, na Bahia; Hugo Napoleão, no Piauí; e São Lourenço, em Minas Gerais.

QUINTA-FEIRA SANTA

Cerimônias da Quinta-Feira Santa: bênção dos santos óleos, Lava-Pés (que recorda a Última Ceia do Senhor), instituição da Eucaristia (a Igreja dá início ao Tríduo Pascal)



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;