Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 30 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Nacional

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Ministério da Saúde habilita 1.608 leitos de UTI de covid-19 no Estado de SP

Pixabay Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Para bancar a medida, o ministério vai liberar, em parcelas mensais, o montante de R$ 77,184 milhões



18/03/2021 | 10:06


O Ministério da Saúde autorizou a habilitação de 1.608 leitos de UTI para atendimento de pacientes de covid-19 no Estado de São Paulo. A decisão está publicada no Diário Oficial da União (DOU) e acata determinação do Supremo Tribunal Federal (STF), que mandou ainda em fevereiro o governo federal a reabrir leitos no Estado.

Há dias, o governo do Estado de São Paulo vinha cobrando o ministério pela reativação do leitos. A decisão do Supremo foi dada em uma liminar concedida pela ministra da Corte Rosa Weber em ação ajuizada pelos Estados de São Paulo, Maranhão e Bahia para que o governo federal retomasse o custeio de leitos de UTI para covid-19 nos Estados.

Do total autorizado hoje pela pasta da Saúde, 1.600 leitos são para adultos e oito para crianças. As unidades serão reabertas em estabelecimentos hospitalares estaduais e municipais de São Paulo. Para bancar a medida, o ministério vai liberar, em parcelas mensais, o montante de R$ 77,184 milhões.

Assim como em todo o Brasil, vários municípios paulistas vêm sofrendo com a falta de leitos de internação, com decorrente colapso na assistência de saúde, o que tem provocado mortes de pacientes por falta de atendimento.

Mais cedo, o prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), disse em entrevista à GloboNews que a Prefeitura registrou o primeiro caso de óbito por covid de paciente que morreu sem conseguir atendimento em hospital da rede pública. "A gente, infelizmente, vê colapsando o sistema de Saúde", disse o prefeito.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;