Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 3 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Reunião define hoje paralisação do futebol

DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

A exemplo do que aconteceu em 2020, modalidade tem continuidade em xeque por Covid


Dérek Bittencourt
Do Diário do Grande ABC

10/03/2021 | 00:01


O futebol paulista poderá ser paralisado hoje. Isso porque uma reunião entre FPF, MP (Ministério Público) e o governo do Estado definirá a suspensão ou continuidade das séries A-1, A-2 e A-3 (ambas que, inclusive, têm rodada hoje) em razão do agravamento da pandemia de Covid-19 em São Paulo, com aumento nos números de casos e mortes, além da falta de leitos para tratamento da doença (82% de ocupação no território paulista).

O procurador-geral de Justiça de São Paulo, Mario Sarrubbo, recomendou ao governador João Doria (PSDB) a paralisação de todos os eventos esportivos, inclusive o futebol, enquanto o Estado estiver na fase vermelha do Plano São Paulo. “Na recomendação, Sarrubbo enfatizou que ‘o recrudescimento da situação causada pela Covid-19, com o aumento do número diário de pessoas infectadas, de internações e de mortes’, levou o governo a incluir todas as regiões do Estado na fase vermelha, a mais restritiva do Plano São Paulo. Portanto, a suspensão das atividades religiosas coletivas e dos eventos esportivos torna-se imprescindível”, publicou, em nota, a PGJ (Procuradoria-Geral de Justiça). “Os médicos que integram o gabinete de crise instituído pela PGJ para orientar os promotores e procuradores de Justiça no enfrentamento à pandemia apontaram a taxa de ocupação dos leitos de UTI e o maior índice de transmissibilidade das novas cepas do coronavírus como fatores críticos neste momento da crise sanitária”, finalizou a publicação.

Ontem à tarde a FPF soltou nota assinada pelo comitê médico presidido por Moisés Cohen na qual manifestou “contrariedade à recomendação do procurador-geral à paralisação dos jogos de futebol no Estado de São Paulo”. Como justificativa, elencou série de argumentos que já haviam sido utilizados pelos dirigentes dos clubes da região ao Diário na semana passada.

“O futebol retomou suas atividades seguindo um rigoroso protocolo de saúde, elaborado pelos médicos de todos os clubes e pelo comitê médico da FPF. O documento, que vem sendo seguido à risca durante todo este período, foi aprovado pelo Centro de Contingência do Coronavírus do governo do Estado. O protocolo foi, inclusive, aprovado pelo MP-SP e pelo Ministério Público do Trabalho, representados em audiência de mediação pré-judicial para o retorno do futebol, em junho”, dizia trecho. “A recomendação (do MP) vai na contramão do combate à Covid-19 no mundo, como em países que realizaram rigorosos lockdowns em meio à segunda onda e mantiveram o futebol profissional em atividade. Nações como Inglaterra, Alemanha e Estados Unidos, mesmo com medidas extremamente restritivas à população, seguiram com suas ligas em atividade”, continuou. “Por fim, a Federação Paulista de Futebol reitera que não há qualquer argumento científico que sustente a tese de que o futebol profissional gere aumento no número de casos. Pelo contrário, o futebol possui um protocolo extremamente rigoroso. Eventual paralisação seria ainda mais prejudicial ao combate à Covid-19, pois deixaria expostos milhares de atletas, que não mais passariam a ter o controle médico diário e de testagem que o futebol oferece.” 



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;