Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 21 de Abril

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Nacional

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Covid: até maio, Covax distribuirá 237 milhões de vacinas a 142 países, diz OMS

Fotos Públicas Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra


02/03/2021 | 10:02


O diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Adhanom Ghebreyesus, informou nesta terça-feira (2) que o programa Covax planeja distribuir 11 milhões de doses de vacinas contra a covid-19 esta semana e 237 milhões até o final de maio, a um total de 142 países, incluindo o Brasil.

Na segunda-feira, Gana e Costa do Marfim, ambos na África, se tornaram as primeiras nações do mundo a administrarem imunizantes entregues pela iniciativa, enquanto a Colômbia foi a primeira do continente americano a receber um lote do produto. "A vacinação em massa é importante para salvar vidas", destacou em coletiva de imprensa o presidente de Gana, Nana Akufo-Addo, que foi imunizado.

Durante a coletiva, Tedros Adhanom reconheceu que a distribuição de vacinas não tem ocorrido de maneira integralmente equitativa, mas ponderou que, sem a Covax, o quadro seria pior. Para ele, as forças dos mercados sozinhas não são capazes de assegurar o acesso universal ao profilático. "Covax vai mudar não só o curso da pandemia, mas também a maneira como respondemos a doenças", salientou.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Covid: até maio, Covax distribuirá 237 milhões de vacinas a 142 países, diz OMS


02/03/2021 | 10:02


O diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Adhanom Ghebreyesus, informou nesta terça-feira (2) que o programa Covax planeja distribuir 11 milhões de doses de vacinas contra a covid-19 esta semana e 237 milhões até o final de maio, a um total de 142 países, incluindo o Brasil.

Na segunda-feira, Gana e Costa do Marfim, ambos na África, se tornaram as primeiras nações do mundo a administrarem imunizantes entregues pela iniciativa, enquanto a Colômbia foi a primeira do continente americano a receber um lote do produto. "A vacinação em massa é importante para salvar vidas", destacou em coletiva de imprensa o presidente de Gana, Nana Akufo-Addo, que foi imunizado.

Durante a coletiva, Tedros Adhanom reconheceu que a distribuição de vacinas não tem ocorrido de maneira integralmente equitativa, mas ponderou que, sem a Covax, o quadro seria pior. Para ele, as forças dos mercados sozinhas não são capazes de assegurar o acesso universal ao profilático. "Covax vai mudar não só o curso da pandemia, mas também a maneira como respondemos a doenças", salientou.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;