Fechar
Publicidade

Domingo, 11 de Abril

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Câmara de SP aprova mais 3 meses de auxílio e compra de vacina pela Prefeitura



25/02/2021 | 09:58


A Câmara Municipal de São Paulo aprovou na noite desta quarta-feira (24) projeto de lei que estende por mais três meses a renda emergencial na capital paulista. A previsão é de que a medida atinja 480 mil famílias e tenha um custo de R$ 420 milhões. A proposta foi aprovada em segundo turno por 53 votos favoráveis e nenhum contrário e segue para sanção do prefeito Bruno Covas (PSDB).

O texto aprovado ontem à noite é um substitutivo apresentado pela Prefeitura. Além de prever o pagamento em três parcelas mensais de R$ 100 cada por pessoa inscrita no programa federal Bolsa Família ou no municipal "Tô Legal" - voltado para ambulantes e informais -, o texto também permite que a Prefeitura de São Paulo possa adquirir vacinas da covid-19 diretamente de fornecedores, caso as doses do governo federal sejam insuficientes para imunização da população paulistana.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Câmara de SP aprova mais 3 meses de auxílio e compra de vacina pela Prefeitura


25/02/2021 | 09:58


A Câmara Municipal de São Paulo aprovou na noite desta quarta-feira (24) projeto de lei que estende por mais três meses a renda emergencial na capital paulista. A previsão é de que a medida atinja 480 mil famílias e tenha um custo de R$ 420 milhões. A proposta foi aprovada em segundo turno por 53 votos favoráveis e nenhum contrário e segue para sanção do prefeito Bruno Covas (PSDB).

O texto aprovado ontem à noite é um substitutivo apresentado pela Prefeitura. Além de prever o pagamento em três parcelas mensais de R$ 100 cada por pessoa inscrita no programa federal Bolsa Família ou no municipal "Tô Legal" - voltado para ambulantes e informais -, o texto também permite que a Prefeitura de São Paulo possa adquirir vacinas da covid-19 diretamente de fornecedores, caso as doses do governo federal sejam insuficientes para imunização da população paulistana.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;