Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 16 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

diarinho@dgabc.com.br | 4435-8396

Quem é o maior artilheiro do futebol?

Reprodução/Twitter Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Dúvida rende debate por não existir uma listagem oficial sobre jogadores de diferentes épocas


Luís Felipe Soares

21/02/2021 | 00:01


É muito difícil afirmar com toda a certeza quem é o maior artilheiro da história do futebol masculino profissional, principalmente pelo fato de não haver listagem oficial nem haver dados de todos os atletas no total de partidas que disputaram, incluindo em amistosos. 

Há fontes que apontam que Lajos Tichy (1935-1999), da Hungria, marcou 1.912 gols em 1.301 jogos entre os anos de 1953 e 1971. Também é possível citar com destaque a performance de Josef Bican (1913-2001), da Áustria, que balançou as redes 1.812 vezes. O paulista Arthur Frienreinch (1892-1969) teria marcado 1.329 gols entre as temporadas de 1909 e 1935, mas nem todos foram devidamente registrados. Considerado o maior atleta da modalidade de todos os tempos, Edson Arantes do Nascimento, o Pelé, celebrou 1.283 gols na carreira.

A organização do esporte mundial passa pela Fifa (Federação Internacional de Futebol), que organizada competições como a Copa do Mundo, as partidas dos Jogos Olímpicos e a Copa do Mundo de Clubes. Apesar de sua importância, ela não tem o registro de todos os gols de todos os jogadores. As publicações em seu site (www.fifa.com) e redes sociais sempre contam com levantamentos feitos por outras fontes, casos de historiadores e jornalistas.

O trabalho de especialistas ocorre de maneiras diferentes. Analistas da Europa, por exemplo, realizam contagem apenas levando em conta jogos oficiais, seja em compromissos de clubes (em torneios como Liga dos Campeões) e de seleções (a exemplos de eliminatórias para a Copa do Mundo), com os confrontos amistosos entre os países sendo levados em conta como agenda válida, mesmo que não valha nada. Acredita-se que seja uma forma mais precisa de levantar os números. Nesse tipo de lista de artilheiros, os 762 gols de Pelé foram superados recentemente pelos 763 do português Cristiano Ronaldo – o número leva em conta registros até o fim desta publicação.

Por Pelé ser o nome mais conhecido da história da modalidade, os dados em torno de sua carreira sempre chamam a atenção. Ele atuou profissionalmente entre 1956 e 1977, sendo que houve muita agenda tomada por amistosos com o time do Santos, onde atuou no Brasil. Para se ter ideia, ele fez quase 500 gols somente em apresentações, incluindo no Exterior, realizadas ao longo da década de 1960. A prática era comum no passado, com excursões para vários países e com partidas com participações de grandes clubes internacionais. Detalhe que a contagem do ex-camisa 10 leva em consideração até mesmo quando balançou as redes do adversário em atuações pela Seleção do Exército Brasileiro.

Consultoria de Rodolfo Rodrigues, jornalista colunista do UOL especialista em estatísticas do futebol e responsável pelo site Futebol em Números (www.futebolemnumeros.com). 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;