Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 13 de Maio

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Após Globo desistir de transmissão, F-1 encaminha acordo com a Band por dois anos

 Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra


05/02/2021 | 13:43


A Band deve ser a nova emissora oficial da Fórmula 1 para o Brasil. A emissora paulista encaminhou acordo com a categoria nos últimos dias após a Rede Globo ter se retirado das negociações. A tendência é o acordo ser anunciado nos próximos dias, com a confirmação de que todas as provas das temporadas de 2021 e de 2022 da categoria serão transmitidas na TV aberta.

O contrato em vigor entre a Rede Globo e a Fórmula 1 terminou no fim do ano passado e não foi renovado por falta de acordo financeiro. Desde a segunda metade de 2020, o grupo dono da categoria, o Liberty Media, começou a negociar com outras empresas interessadas no Brasil. A TV Cultura foi uma delas. O consórcio Rio Motorsports chegou a fechar a aquisição dos direitos, mas depois desistiu.

Procurada pelo Estadão para comentar o caso, a Band explicou a situação das negociações. "A Band afirma que, a exemplo de outras emissoras, também está mantendo contato com a Fórmula 1, mas não há nenhum contrato assinado por enquanto. As negociações estão acontecendo. Caso haja um acordo, a emissora emitirá um comunicado oficial", disse.

A emissora paulista se mobilizou no ano passado para aumentar as opções de automobilismo e de outras atrações ao vivo na grade de programação. Entre as mudanças, fechou acordo para transmitir provas da Stock Car e contratou o comentarista Reginaldo Leme, que esteve durante mais de 40 anos na Globo na cobertura da Fórmula 1. A Band transmitiu a categoria pela última vez em 1980.

Em comunicado enviado à reportagem, o departamento de comunicação da TV Globo confirmou que desistiu das negociações com a categoria. "A Globo manteve negociações constantes com a FOM/Liberty Media sobre a renovação dos direitos da Fórmula 1, sempre considerando a nova realidade mundial dos direitos esportivos. Infelizmente, não houve acordo. A Globo continuará a fazer a cobertura da categoria em suas plataformas para manter o fã do esporte informado sobre tudo o que acontece no mundo do automobilismo", disse a emissora em nota.

A Fórmula 1 pretende abrir no mercado brasileiro em 2021 uma outra opção de transmissão, voltada para o streaming. A plataforma F1 TV Pro é bastante popular em outros países e possibilita ao telespectador acompanhar câmeras onboard de todos os pilotos, áudio das conversas das equipes e dados sobre o desempenho dos carros. O serviço é liberado mediante o pagamento de uma mensalidade. São Paulo assinou contrato com a categoria por cinco temporadas.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Após Globo desistir de transmissão, F-1 encaminha acordo com a Band por dois anos


05/02/2021 | 13:43


A Band deve ser a nova emissora oficial da Fórmula 1 para o Brasil. A emissora paulista encaminhou acordo com a categoria nos últimos dias após a Rede Globo ter se retirado das negociações. A tendência é o acordo ser anunciado nos próximos dias, com a confirmação de que todas as provas das temporadas de 2021 e de 2022 da categoria serão transmitidas na TV aberta.

O contrato em vigor entre a Rede Globo e a Fórmula 1 terminou no fim do ano passado e não foi renovado por falta de acordo financeiro. Desde a segunda metade de 2020, o grupo dono da categoria, o Liberty Media, começou a negociar com outras empresas interessadas no Brasil. A TV Cultura foi uma delas. O consórcio Rio Motorsports chegou a fechar a aquisição dos direitos, mas depois desistiu.

Procurada pelo Estadão para comentar o caso, a Band explicou a situação das negociações. "A Band afirma que, a exemplo de outras emissoras, também está mantendo contato com a Fórmula 1, mas não há nenhum contrato assinado por enquanto. As negociações estão acontecendo. Caso haja um acordo, a emissora emitirá um comunicado oficial", disse.

A emissora paulista se mobilizou no ano passado para aumentar as opções de automobilismo e de outras atrações ao vivo na grade de programação. Entre as mudanças, fechou acordo para transmitir provas da Stock Car e contratou o comentarista Reginaldo Leme, que esteve durante mais de 40 anos na Globo na cobertura da Fórmula 1. A Band transmitiu a categoria pela última vez em 1980.

Em comunicado enviado à reportagem, o departamento de comunicação da TV Globo confirmou que desistiu das negociações com a categoria. "A Globo manteve negociações constantes com a FOM/Liberty Media sobre a renovação dos direitos da Fórmula 1, sempre considerando a nova realidade mundial dos direitos esportivos. Infelizmente, não houve acordo. A Globo continuará a fazer a cobertura da categoria em suas plataformas para manter o fã do esporte informado sobre tudo o que acontece no mundo do automobilismo", disse a emissora em nota.

A Fórmula 1 pretende abrir no mercado brasileiro em 2021 uma outra opção de transmissão, voltada para o streaming. A plataforma F1 TV Pro é bastante popular em outros países e possibilita ao telespectador acompanhar câmeras onboard de todos os pilotos, áudio das conversas das equipes e dados sobre o desempenho dos carros. O serviço é liberado mediante o pagamento de uma mensalidade. São Paulo assinou contrato com a categoria por cinco temporadas.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;