Fechar
Publicidade

Domingo, 7 de Março

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Bingo ilegal é flagrado à luz do dia no Centro de São Bernardo

Celso Luiz/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Estabelecimento instalado na Rua Marechal Deodoro funciona diariamente e reúne centenas de pessoas, a maioria aposentada


Yasmin Assagra
Do Diário do Grande ABC

27/01/2021 | 00:01


Tradicional rua do comércio de São Bernardo, a Marechal Deodoro abriga um bingo clandestino que funciona diariamente em subsolo de um prédio comercial.
A equipe do Diário flagrou na tarde de ontem o estabelecimento, localizado na altura do número 1.805 da via. O acesso é por uma porta estreita, que leva o cliente a um galpão com centenas de mesas. Por volta das 15h, cerca de 100 pessoas utilizavam o espaço.

A despeito de a prática de bingo ser proibida desde o começo dos anos 2000, os funcionários do local transpassam ar de normalidade. Na entrada, um deles orienta os clientes, afere a temperatura, um dos cuidados em tempos de pandemia de Covid-19.

As atividades começam às 14h e se estendem para as 22h – o horário de funcionamento também desrespeita regras atuais do Plano São Paulo, que determina o fechamento de atividade não essencial a partir das 20h durante os dias da semana. Ou seja, além de ilegal, o bingo burla as regras impostas para mitigar o avanço do novo coronavírus.

Dentro do bingo, o cenário impressiona quem entra pela primeira vez. Diversas mesas ficam espalhadas pelo salão sem qualquer distanciamento – há, porém, uma proteção em acrílico. Em cada uma há um cinzeiro, prática comum entre os usuários e sem a menor fiscalização pelos proprietários. Fumar em locais coletivos fechados é crime desde 2011, conforme a Lei 12.546/2011.

A maioria dos frequentadores era idosa quando a equipe do Diário entrou no estabelecimento. Idosos são grupo de risco para a Covid-19. Muitos deles estavam sem máscara, item de proteção contra o vírus. Na meia hora que a equipe de reportagem permaneceu no bingo, seis pessoas – todas idosas – se postaram para jogar. Cartelas são vendidas a cada minuto, enquanto um locutor dita os números sorteados. Ninguém parecia ter receio de ser descoberto.

Comerciantes do entorno do quarteirão relataram que o local está em funcionamento desde o ano passado, quando estourou a pandemia de Covid-19 no Brasil. Em São Bernardo, a doença vitimou 1.339 pessoas.

FISCALIZAÇÃO
A prática de bingo está proibida no Brasil desde 2004, inicialmente por medida provisória pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), depois por entendimento de cortes superiores de Justiça.

O advogado especialista em direito administrativo Arthur Rollo defendeu necessidade de lacração imediata. “Eles podem responder por crime contra saúde pública, além de outras questões, como falta de alvará para receber todo esse público e, se caso tenha o documento, com certeza é para exercer outra atividade, diferente à do bingo”, relatou o especialista.

Questionada sobre o espaço clandestino, a Prefeitura de São Bernardo informou que “não possui em seus registros atendimento de chamados no local mencionado pela reportagem”. Porém, ainda de acordo com a nota, com base na denúncia, a GCM (Guarda Civil Municipal) adotará as providências cabíveis. Polícias Militar e Civil serão acionadas sobre o caso, garantiu o Paço. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Bingo ilegal é flagrado à luz do dia no Centro de São Bernardo

Estabelecimento instalado na Rua Marechal Deodoro funciona diariamente e reúne centenas de pessoas, a maioria aposentada

Yasmin Assagra
Do Diário do Grande ABC

27/01/2021 | 00:01


Tradicional rua do comércio de São Bernardo, a Marechal Deodoro abriga um bingo clandestino que funciona diariamente em subsolo de um prédio comercial.
A equipe do Diário flagrou na tarde de ontem o estabelecimento, localizado na altura do número 1.805 da via. O acesso é por uma porta estreita, que leva o cliente a um galpão com centenas de mesas. Por volta das 15h, cerca de 100 pessoas utilizavam o espaço.

A despeito de a prática de bingo ser proibida desde o começo dos anos 2000, os funcionários do local transpassam ar de normalidade. Na entrada, um deles orienta os clientes, afere a temperatura, um dos cuidados em tempos de pandemia de Covid-19.

As atividades começam às 14h e se estendem para as 22h – o horário de funcionamento também desrespeita regras atuais do Plano São Paulo, que determina o fechamento de atividade não essencial a partir das 20h durante os dias da semana. Ou seja, além de ilegal, o bingo burla as regras impostas para mitigar o avanço do novo coronavírus.

Dentro do bingo, o cenário impressiona quem entra pela primeira vez. Diversas mesas ficam espalhadas pelo salão sem qualquer distanciamento – há, porém, uma proteção em acrílico. Em cada uma há um cinzeiro, prática comum entre os usuários e sem a menor fiscalização pelos proprietários. Fumar em locais coletivos fechados é crime desde 2011, conforme a Lei 12.546/2011.

A maioria dos frequentadores era idosa quando a equipe do Diário entrou no estabelecimento. Idosos são grupo de risco para a Covid-19. Muitos deles estavam sem máscara, item de proteção contra o vírus. Na meia hora que a equipe de reportagem permaneceu no bingo, seis pessoas – todas idosas – se postaram para jogar. Cartelas são vendidas a cada minuto, enquanto um locutor dita os números sorteados. Ninguém parecia ter receio de ser descoberto.

Comerciantes do entorno do quarteirão relataram que o local está em funcionamento desde o ano passado, quando estourou a pandemia de Covid-19 no Brasil. Em São Bernardo, a doença vitimou 1.339 pessoas.

FISCALIZAÇÃO
A prática de bingo está proibida no Brasil desde 2004, inicialmente por medida provisória pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), depois por entendimento de cortes superiores de Justiça.

O advogado especialista em direito administrativo Arthur Rollo defendeu necessidade de lacração imediata. “Eles podem responder por crime contra saúde pública, além de outras questões, como falta de alvará para receber todo esse público e, se caso tenha o documento, com certeza é para exercer outra atividade, diferente à do bingo”, relatou o especialista.

Questionada sobre o espaço clandestino, a Prefeitura de São Bernardo informou que “não possui em seus registros atendimento de chamados no local mencionado pela reportagem”. Porém, ainda de acordo com a nota, com base na denúncia, a GCM (Guarda Civil Municipal) adotará as providências cabíveis. Polícias Militar e Civil serão acionadas sobre o caso, garantiu o Paço. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;