Fechar
Publicidade

Sábado, 27 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

Lauro e Zampol - Hygino e Pinotti - Michels e Cid Fernandes

No domingo, 13 de outubro de 1963, foram realizadas eleições municipais em Santo André, São Bernardo e Diadema; a morte livrou um dos prefeitos eleitos da cassação


Ademir Medici
Do Diário do Grande ABC

21/01/2021 | 07:00


ELEIÇÃO 27

Na região, pelos cálculos da página Memória, a eleição municipal de 1963 foi a 27ª da história local, contagem iniciada em 1892.
Em 1963 a região era formada por seis municípios. Santo André, São Bernardo e Diadema renovariam prefeituras e câmaras municipais. São Caetano, Mauá e Ribeirão Pires eram administradas e legisladas por políticos eleitos em outros pleitos.
Rio Grande da Serra permanecia como distrito e seria o último da região a ser criado, fruto de plebiscito realizado em 1º de dezembro daquele mesmo ano de 1963.
No Estado de São Paulo, a novidade de 1963 foi a divisão em três das eleições municipais – ou o “tresdobramento” do pleito. Motivo: a falta de juízes de direito para presidir os trabalhos eleitorais.
Assim, em 6 de outubro de 1963 foram realizadas eleições municipais em 184 municípios paulistas incluídos nas zonas eleitorais de número impar; em 13 de outubro, eleições em mais 184 comunas, as incluídas nas zonas eleitoras pares; e em 20 de outubro, eleições dos vereadores da Capital, já que o prefeito Prestes Maia havia sido eleito em 1961.

Mandatos prorrogados por 13 meses

Os militares e o bipartidarismo

Forma-se o Eixo ABCD
381 – Santo André foi às urnas em 13 de outubro de 1963 com dois candidatos a prefeito e nove candidatos a vice-prefeito. Lauro Gomes ganhou de Newton Brandão como prefeito (33.913 a 30.242 votos).
382 – Fioravante Zampol foi eleito vice-prefeito de Santo André com 17.291 votos, vencendo oito concorrentes: Cid Flaquer Scartezzini, Affonso Maria Zanei, Luiz Olivieri, Trajano José das Neves, Luiz dos Santos, Paschoalino Assumpção, Américo Pinto Serra e Rafael Martins.
383 – Em São Bernardo, Hygino de Lima, apoiado por Lauro Gomes, ganha para prefeito, com 16.015 votos, contra 13.315 do seu opositor, Olavo Fontoura, apoiado por Aldino Pinotti. Da campanha de Fontoura há um filme sintetizando a marcha política do empresário, dono da fábrica que popularizou o Biotônico Fontoura.
384 – Aldino Pinotti, da chapa de Fontoura, ganha para vice-prefeito, com 15.406 votos contra 13.466 alcançados por Virgilio Simionato. Em cenários opostos, São Bernardo elege dois batateiros, Hygino e Pinotti, colegas de infância.
385 – Em Diadema, quatro candidatos a prefeito e a vitória de Lauro Michels, tio do futuro prefeito que leva o seu nome. Michels, tio, obteve 2.013 votos em 1963: venceu a Leonardo Alberto Cunha, Orlando Ojassaki e Pedro Polaski.
386 – O vice-prefeito eleito de Diadema foi Cid Gomes Fernandes, com 1.553 votos; derrotou a João de Almeida, Luiz Francisco Gonçalves e Delcio de Lima Machado.
387 – Nas câmaras municipais, houve renovação de nomes, com novidades como Lincoln Grillo, em Santo André, futuro deputado e prefeito, e José Ginez Ramble, o Tudo Azul de São Bernardo, cujos filho e neto dão sequência à sua trajetória política.
388 – A posse dos eleitos de 1963 deu-se em 1º de janeiro de 1964, três meses antes da chamada Revolução Redentora ou golpe militar, que mexeria com a normalidade democrática. É registrada a renúncia de vereadores, alguns para não serem cassados.
389 – Houve a prorrogação dos mandatos dos eleitos e empossados, por 13 meses. Cria-se o bipartidarismo, com os políticos dividindo-se entre a Arena (Aliança Renovadora Nacional), de apoio ao regime, e MDB (Movimento Democrático Brasileiro), da oposição consentida.
390 – O prefeito de Santo André, Lauro Gomes, morre em 20 de maio de 1964, sendo substituído pelo vice-prefeito, Fioravante Zampol. E o que se especula até hoje é que Lauro Gomes seria cassado, pelas suas ligações com o ex-presidente João Goulart. O repórter José Carlos de Moraes, o Tico-Tico, pela TV, lia a lista de cassados e quando chega ao nome de Lauro Gomes, pula de linha: “Este acaba de falecer”.

Diário há meio século
Quinta-feira, 21 de janeiro de 1971 – ano 13, edição 1440
Manchete – Calor e seca estão matando no Nordeste
Indústria – Alcan (Alumínio do Brasil), estabelecida em Utinga, Santo André, forma um consórcio vencedor de concorrência internacional destinado a fornecer equipamento para a construção do Metrô de São Paulo.

Em 21 de janeiro de...
1921 – Em solenidade realizada no campo do Fluminense, no Rio de Janeiro, o presidente Epitácio Pessoa homenageia o aviador Edú Chaves, e os dois atiradores brasileiros que conquistaram medalhas na Olimpíada de Antuérpia, Guilherme Paraense e Afrânio Costa.
1931 – Diário Oficial do Estado de São Paulo circula em sua nova fase, completamente modificado.
1956 – Inaugurado um posto médico em Paranapiacaba.
- Criada a Escola Paulista de Medicina.
1986 – Companhia Telefônica da Borda do Campo iniciou a venda de 6.450 novas linhas distribuídas entre São Bernardo, São Caetano e Diadema. Longas filas de interessados são formadas.
2011 – Dom Claudio Hummes, ex-bispo diocesano de Santo André, nomeado cardeal pelo papa João Paulo II.

Hoje
- Dia Mundial da Religião.
- Dia Nacional de Combate à Intolerância Religiosa.
Santos do dia
- Inês.
- Consolação. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Lauro e Zampol - Hygino e Pinotti - Michels e Cid Fernandes

No domingo, 13 de outubro de 1963, foram realizadas eleições municipais em Santo André, São Bernardo e Diadema; a morte livrou um dos prefeitos eleitos da cassação

Ademir Medici
Do Diário do Grande ABC

21/01/2021 | 07:00


ELEIÇÃO 27

Na região, pelos cálculos da página Memória, a eleição municipal de 1963 foi a 27ª da história local, contagem iniciada em 1892.
Em 1963 a região era formada por seis municípios. Santo André, São Bernardo e Diadema renovariam prefeituras e câmaras municipais. São Caetano, Mauá e Ribeirão Pires eram administradas e legisladas por políticos eleitos em outros pleitos.
Rio Grande da Serra permanecia como distrito e seria o último da região a ser criado, fruto de plebiscito realizado em 1º de dezembro daquele mesmo ano de 1963.
No Estado de São Paulo, a novidade de 1963 foi a divisão em três das eleições municipais – ou o “tresdobramento” do pleito. Motivo: a falta de juízes de direito para presidir os trabalhos eleitorais.
Assim, em 6 de outubro de 1963 foram realizadas eleições municipais em 184 municípios paulistas incluídos nas zonas eleitorais de número impar; em 13 de outubro, eleições em mais 184 comunas, as incluídas nas zonas eleitoras pares; e em 20 de outubro, eleições dos vereadores da Capital, já que o prefeito Prestes Maia havia sido eleito em 1961.

Mandatos prorrogados por 13 meses

Os militares e o bipartidarismo

Forma-se o Eixo ABCD
381 – Santo André foi às urnas em 13 de outubro de 1963 com dois candidatos a prefeito e nove candidatos a vice-prefeito. Lauro Gomes ganhou de Newton Brandão como prefeito (33.913 a 30.242 votos).
382 – Fioravante Zampol foi eleito vice-prefeito de Santo André com 17.291 votos, vencendo oito concorrentes: Cid Flaquer Scartezzini, Affonso Maria Zanei, Luiz Olivieri, Trajano José das Neves, Luiz dos Santos, Paschoalino Assumpção, Américo Pinto Serra e Rafael Martins.
383 – Em São Bernardo, Hygino de Lima, apoiado por Lauro Gomes, ganha para prefeito, com 16.015 votos, contra 13.315 do seu opositor, Olavo Fontoura, apoiado por Aldino Pinotti. Da campanha de Fontoura há um filme sintetizando a marcha política do empresário, dono da fábrica que popularizou o Biotônico Fontoura.
384 – Aldino Pinotti, da chapa de Fontoura, ganha para vice-prefeito, com 15.406 votos contra 13.466 alcançados por Virgilio Simionato. Em cenários opostos, São Bernardo elege dois batateiros, Hygino e Pinotti, colegas de infância.
385 – Em Diadema, quatro candidatos a prefeito e a vitória de Lauro Michels, tio do futuro prefeito que leva o seu nome. Michels, tio, obteve 2.013 votos em 1963: venceu a Leonardo Alberto Cunha, Orlando Ojassaki e Pedro Polaski.
386 – O vice-prefeito eleito de Diadema foi Cid Gomes Fernandes, com 1.553 votos; derrotou a João de Almeida, Luiz Francisco Gonçalves e Delcio de Lima Machado.
387 – Nas câmaras municipais, houve renovação de nomes, com novidades como Lincoln Grillo, em Santo André, futuro deputado e prefeito, e José Ginez Ramble, o Tudo Azul de São Bernardo, cujos filho e neto dão sequência à sua trajetória política.
388 – A posse dos eleitos de 1963 deu-se em 1º de janeiro de 1964, três meses antes da chamada Revolução Redentora ou golpe militar, que mexeria com a normalidade democrática. É registrada a renúncia de vereadores, alguns para não serem cassados.
389 – Houve a prorrogação dos mandatos dos eleitos e empossados, por 13 meses. Cria-se o bipartidarismo, com os políticos dividindo-se entre a Arena (Aliança Renovadora Nacional), de apoio ao regime, e MDB (Movimento Democrático Brasileiro), da oposição consentida.
390 – O prefeito de Santo André, Lauro Gomes, morre em 20 de maio de 1964, sendo substituído pelo vice-prefeito, Fioravante Zampol. E o que se especula até hoje é que Lauro Gomes seria cassado, pelas suas ligações com o ex-presidente João Goulart. O repórter José Carlos de Moraes, o Tico-Tico, pela TV, lia a lista de cassados e quando chega ao nome de Lauro Gomes, pula de linha: “Este acaba de falecer”.

Diário há meio século
Quinta-feira, 21 de janeiro de 1971 – ano 13, edição 1440
Manchete – Calor e seca estão matando no Nordeste
Indústria – Alcan (Alumínio do Brasil), estabelecida em Utinga, Santo André, forma um consórcio vencedor de concorrência internacional destinado a fornecer equipamento para a construção do Metrô de São Paulo.

Em 21 de janeiro de...
1921 – Em solenidade realizada no campo do Fluminense, no Rio de Janeiro, o presidente Epitácio Pessoa homenageia o aviador Edú Chaves, e os dois atiradores brasileiros que conquistaram medalhas na Olimpíada de Antuérpia, Guilherme Paraense e Afrânio Costa.
1931 – Diário Oficial do Estado de São Paulo circula em sua nova fase, completamente modificado.
1956 – Inaugurado um posto médico em Paranapiacaba.
- Criada a Escola Paulista de Medicina.
1986 – Companhia Telefônica da Borda do Campo iniciou a venda de 6.450 novas linhas distribuídas entre São Bernardo, São Caetano e Diadema. Longas filas de interessados são formadas.
2011 – Dom Claudio Hummes, ex-bispo diocesano de Santo André, nomeado cardeal pelo papa João Paulo II.

Hoje
- Dia Mundial da Religião.
- Dia Nacional de Combate à Intolerância Religiosa.
Santos do dia
- Inês.
- Consolação. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;