Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 19 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

O futuro Grande ABC tenta se reorganizar

O governo Felício Laurito, na fase de reconstitucionalização (1936-1937), foi marcado pelo equilíbrio numérico entre os vereadores da situação e da oposição


Ademir Medici

03/12/2020 | 07:00


COALIZAÇÃO

O Dr. Laurito tinha maioria simples: os sete a seis já falados nesta série das eleições municipais. O município de São Bernardo ficara seis anos sem Poder Legislativo – desde a queda da República Velha em 1930. É natural que a classe política se esforçasse em desenvolver um trabalho de peso.

Documentação preservada.
Uma sugestão ao prefeito Serra.
Nos círculos, os prefeitos.


151 –  O presidente da Câmara Municipal, Antonio Flaquer, tratou de criar um corpo de funcionários. Nomeou o diretor de secretaria, o porteiro-zelador, o porteiro-contínuo, o servente.
152 – Ainda em 1936 a Câmara Municipal ganhou o seu primeiro regimento interno, elaborado por dois vereadores: Fioravante Zampol (da situação) e Armando Setti (da oposição).
153 – Foi um período de muito trabalho no Legislativo, de muitas folhas preenchidas nos livros de atas.
154 – A Câmara funcionou de 16 de agosto de 1936 a 11 de novembro de 1937, quando foi dissolvida em virtude da promulgação da nova Constituição, a que criou o Estado Novo de Getúlio.
155 – Neste período, um livro de 100 folhas (frente e verso), não bastou para a anotação de todas as atas da Câmara. Um segundo livro foi aberto, sem ser completado – e a região ficaria sem Câmara Municipal durante longos dez anos.
156 –  Estes livros foram preservados pela Biblioteca da Câmara Municipal de Santo André. Hoje estão no Museu Municipal Dr. Octaviano Gaiarsa. Bem faria o município se editasse em livro ou revista aquelas anotações todas, incluindo-se as atas da República Velha – infelizmente as primeiras, ainda do século XIX, se perderam, mas várias informações foram recuperadas e publicadas por esta página Memória, em outros momentos.
(E aqui vai a sugestão ao prefeito Paulo Serra, em sua segunda gestão: que organize e edite essas informações, tão valiosas para a história da cidade de Santo André e Grande ABC).
157 – A foto de hoje diz muito. Foi batida no domingo em que assumiram os 13 vereadores, 16 de agosto de 1936. Sentados: Antonio Flaquer (o primeiro à esquerda), Antonio Petransan, coronel Alfredo Luiz Flaquer, prefeito Felício Laurito, Generoso Alves de Siqueira e Maria Bergamini Laurito (mulher do prefeito).
158 – Em pé: (?), Pedro Dell’Antonia, Octavio Tegão, Juca Flaquer, (?), (?), (?), (?), Fioravante Zampol, Humberto Menato e Dr. Francisco Perrone.
159 – Quinze meses depois, viria o golpe de Getúlio Vargas, a 10 de novembro de 1937. Caíam o Congresso, as assembléias legislativas e as câmaras municipais. O ditador outorgava uma nova Constituição, a Polaca, de inspiração fascista. Seriam abolidos todos os partidos políticos e não haveria mais eleições presidenciais, a princípio marcadas para 3 de janeiro de 1938.
160 – O decreto estadual paulista de número 8.725 garantia nos cargos, “até nova deliberação”, os prefeitos da Capital e de todos os municípios do Estado. Felício Laurito, prefeito de São Bernardo – com jurisdição sobre todo o Grande ABC – estava a salvo. Pelo menos por enquanto.
 

Diário há meio século

Quinta-feira, 3 de dezembro de 1970 – ano 13, edição 1400

Manchete – Cônsul alemão sequestrado na Espanha</CF>. Polícia espanhola confirmava o sequestro do cônsul honorário da Alemanha Federal na cidade de San Sebastián, Eugen Beihl Schaefer.
Indústria –  CBC (Companhia Brasileira de Cartuchos), em Santo André, recebia a visita de autoridades da Marinha.
São Bernardo – O vereador Mário Ladeia da Rocha (MDB) destacava a emancipação de São Bernardo, ocorrida em 30 de novembro de 1944. Ele foi o orador oficial da Câmara Municipal para saudar a data.
Nota –  Mário Ladeia da Rocha é uma das reservas morais da cidade. Fez uma bela carreira sindical e política. Cruzamos algumas vezes com ele no trólebus. Ele mora a dois quarteirões da Praça Lauro Gomes, onde está o busto do líder autonomista Wallace Simonsen.
Grande ABC – A região ganha uma associação macrobiótica.
 

Em 3 de dezembro de...

1915 – Briga de faca em Campo Grande, distrito policial de Paranapiacaba: José Augusto Teco, 20 anos, fica ferido e é internado em São Paulo; o outro contendor, cujo nome não foi revelado, morreu.
1920 –  A pianista italiana Maria Carreras apresenta-se no Theatro Municipal de São Paulo.
1930 – Circulava, na região, um novo jornal, denominado O Democrata. Tinha à frente o jornalista Amadeu Nogueira, natural de Paranapiacaba. O nome do novo semanário lembrava o partido de sustentação do presidente ‘provisório’, Getúlio Vargas.
1955 – Cidade do Vaticano, 1 (UP) – Pela primeira vez um papa (Pio XII) oficiará uma missa pela televisão: será a primeira das três missas de Natal, a ser celebrada na basílica de São Pedro.

Hoje

- Dia Internacional das Pessoas com Deficiência

Santos do Dia

FRANCISCO XAVIER. Ou Francesco Saverio (Espanha 1506 – Japão 1552). Um dos fundadores da Companhia de Jesus. Patrono dos missionários católicos

Município Paulista

- Hoje é o aniversário de Iguape. O quinto mais antigo município do Estado, depois de São Vicente, São Paulo, Cananeia e Mogi das Cruzes.
Estabeleceu-se que a data de fundação de Iguape é 3 de dezembro de 1538, quando se separa de Cananeia. Senhor Bom Jesus é o padroeiro da cidade.
 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

O futuro Grande ABC tenta se reorganizar

O governo Felício Laurito, na fase de reconstitucionalização (1936-1937), foi marcado pelo equilíbrio numérico entre os vereadores da situação e da oposição

Ademir Medici

03/12/2020 | 07:00


COALIZAÇÃO

O Dr. Laurito tinha maioria simples: os sete a seis já falados nesta série das eleições municipais. O município de São Bernardo ficara seis anos sem Poder Legislativo – desde a queda da República Velha em 1930. É natural que a classe política se esforçasse em desenvolver um trabalho de peso.

Documentação preservada.
Uma sugestão ao prefeito Serra.
Nos círculos, os prefeitos.


151 –  O presidente da Câmara Municipal, Antonio Flaquer, tratou de criar um corpo de funcionários. Nomeou o diretor de secretaria, o porteiro-zelador, o porteiro-contínuo, o servente.
152 – Ainda em 1936 a Câmara Municipal ganhou o seu primeiro regimento interno, elaborado por dois vereadores: Fioravante Zampol (da situação) e Armando Setti (da oposição).
153 – Foi um período de muito trabalho no Legislativo, de muitas folhas preenchidas nos livros de atas.
154 – A Câmara funcionou de 16 de agosto de 1936 a 11 de novembro de 1937, quando foi dissolvida em virtude da promulgação da nova Constituição, a que criou o Estado Novo de Getúlio.
155 – Neste período, um livro de 100 folhas (frente e verso), não bastou para a anotação de todas as atas da Câmara. Um segundo livro foi aberto, sem ser completado – e a região ficaria sem Câmara Municipal durante longos dez anos.
156 –  Estes livros foram preservados pela Biblioteca da Câmara Municipal de Santo André. Hoje estão no Museu Municipal Dr. Octaviano Gaiarsa. Bem faria o município se editasse em livro ou revista aquelas anotações todas, incluindo-se as atas da República Velha – infelizmente as primeiras, ainda do século XIX, se perderam, mas várias informações foram recuperadas e publicadas por esta página Memória, em outros momentos.
(E aqui vai a sugestão ao prefeito Paulo Serra, em sua segunda gestão: que organize e edite essas informações, tão valiosas para a história da cidade de Santo André e Grande ABC).
157 – A foto de hoje diz muito. Foi batida no domingo em que assumiram os 13 vereadores, 16 de agosto de 1936. Sentados: Antonio Flaquer (o primeiro à esquerda), Antonio Petransan, coronel Alfredo Luiz Flaquer, prefeito Felício Laurito, Generoso Alves de Siqueira e Maria Bergamini Laurito (mulher do prefeito).
158 – Em pé: (?), Pedro Dell’Antonia, Octavio Tegão, Juca Flaquer, (?), (?), (?), (?), Fioravante Zampol, Humberto Menato e Dr. Francisco Perrone.
159 – Quinze meses depois, viria o golpe de Getúlio Vargas, a 10 de novembro de 1937. Caíam o Congresso, as assembléias legislativas e as câmaras municipais. O ditador outorgava uma nova Constituição, a Polaca, de inspiração fascista. Seriam abolidos todos os partidos políticos e não haveria mais eleições presidenciais, a princípio marcadas para 3 de janeiro de 1938.
160 – O decreto estadual paulista de número 8.725 garantia nos cargos, “até nova deliberação”, os prefeitos da Capital e de todos os municípios do Estado. Felício Laurito, prefeito de São Bernardo – com jurisdição sobre todo o Grande ABC – estava a salvo. Pelo menos por enquanto.
 

Diário há meio século

Quinta-feira, 3 de dezembro de 1970 – ano 13, edição 1400

Manchete – Cônsul alemão sequestrado na Espanha</CF>. Polícia espanhola confirmava o sequestro do cônsul honorário da Alemanha Federal na cidade de San Sebastián, Eugen Beihl Schaefer.
Indústria –  CBC (Companhia Brasileira de Cartuchos), em Santo André, recebia a visita de autoridades da Marinha.
São Bernardo – O vereador Mário Ladeia da Rocha (MDB) destacava a emancipação de São Bernardo, ocorrida em 30 de novembro de 1944. Ele foi o orador oficial da Câmara Municipal para saudar a data.
Nota –  Mário Ladeia da Rocha é uma das reservas morais da cidade. Fez uma bela carreira sindical e política. Cruzamos algumas vezes com ele no trólebus. Ele mora a dois quarteirões da Praça Lauro Gomes, onde está o busto do líder autonomista Wallace Simonsen.
Grande ABC – A região ganha uma associação macrobiótica.
 

Em 3 de dezembro de...

1915 – Briga de faca em Campo Grande, distrito policial de Paranapiacaba: José Augusto Teco, 20 anos, fica ferido e é internado em São Paulo; o outro contendor, cujo nome não foi revelado, morreu.
1920 –  A pianista italiana Maria Carreras apresenta-se no Theatro Municipal de São Paulo.
1930 – Circulava, na região, um novo jornal, denominado O Democrata. Tinha à frente o jornalista Amadeu Nogueira, natural de Paranapiacaba. O nome do novo semanário lembrava o partido de sustentação do presidente ‘provisório’, Getúlio Vargas.
1955 – Cidade do Vaticano, 1 (UP) – Pela primeira vez um papa (Pio XII) oficiará uma missa pela televisão: será a primeira das três missas de Natal, a ser celebrada na basílica de São Pedro.

Hoje

- Dia Internacional das Pessoas com Deficiência

Santos do Dia

FRANCISCO XAVIER. Ou Francesco Saverio (Espanha 1506 – Japão 1552). Um dos fundadores da Companhia de Jesus. Patrono dos missionários católicos

Município Paulista

- Hoje é o aniversário de Iguape. O quinto mais antigo município do Estado, depois de São Vicente, São Paulo, Cananeia e Mogi das Cruzes.
Estabeleceu-se que a data de fundação de Iguape é 3 de dezembro de 1538, quando se separa de Cananeia. Senhor Bom Jesus é o padroeiro da cidade.
 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;