Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 9 de Março

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Ranking coloca São Caetano no topo de serviços públicos

Pixabay Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Levantamento nacional avalia competitividade dos municípios brasileiros e qualidade dos serviços prestados à população


Bia Moço
Do Diário do Grande ABC

19/11/2020 | 00:01


O Grande ABC ficou no topo do primeiro Ranking Nacional de Competitividade dos Municípios, aferido pelo CLP (Centro de Liderança Pública), em parceria com a Gove Digital e o Sebrae. São Caetano alcançou o segundo lugar no levantamento, atrás apenas de Barueri.

O estudo tem objetivo de mostrar como a competição no setor público é elemento fundamental à promoção da justiça, equidade e desenvolvimento econômico e social dos municípios para garantir serviços públicos de mais qualidade à população.

São Caetano foi reconhecido como a melhor cidade do Brasil em qualidade da educação e segurança. De acordo com o levantamento, São Bernardo aparece em 13º lugar no ranking nacional, seguida de Santo André (38º), Diadema (104º) e Mauá (127º). Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra não aparecem no estudo por não se encaixarem nas características.

Foram avaliadas 405 cidades do Brasil com mais de 80 mil habitantes, a partir de 55 indicadores, distribuídos em 12 pilares temáticos considerados fundamentais para a promoção da competitividade e melhoria da gestão pública dos municípios: sustentabilidade fiscal, funcionamento da máquina pública, acesso à saúde, qualidade da saúde, acesso à educação, qualidade da educação, segurança, saneamento e meio ambiente, inserção econômica, inovação e dinamismo econômico, capital humano e telecomunicações.

Coordenador de competitividade do CLP, Lucas Cepeda destacou que São Caetano perdeu o posto de 1º colocado geral para Barueri por “detalhes”. “Esse ranking é uma ferramenta que vai jogar luz aos reais desafios dos municípios a partir de dados oficiais. É uma forma de os governantes se balizarem em como podem realizar políticas públicas de modo a atender os problemas mais latentes das cidades”, explicou, destacando que a empresa não utiliza opinião pública para o estudo.

Coordenador do Conjuscs (Observatório de Políticas Públicas, Empreendedorismo e Conjuntura) da USCS (Universidade Municipal de São Caetano), Jefferson José da Conceição explica que o ranking de competitividade municipal pode servir, também, como atrativo, sobretudo em investimentos. “Um investidor de qualquer lugar do mundo pode se valer de um indicador objetivo. Quanto mais se consegue traduzir textos em números, mais se tem vantagem em tomada de decisões, e esse ranking ajuda nessa decisão importante mundo afora”, exemplificou.

Chefe de Gabinete de São Caetano, Bruno Vassari comemorou o posicionamento, garantindo que a colocação se deve a “um trabalho feito ao longo de quatro anos”. “O prefeito (José Auricchio Júnior - PSDB) é um grande entusiasta dos ODSs (Objetivos de Desenvolvimento Sustentável) da ONU (Organização das Nações Unidas), questões que estão interligadas aos setores em que tivemos destaque”, disse. “É com muita alegria que recebemos essa notícia, que nos dará ainda mais disposição para os próximos quatro anos”, afirmou Vassari, que falou em nome do chefe do Paço, internado com Covid no último domingo, dia em que foi reeleito para comandar a cidade nos próximos quatro anos.  



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Ranking coloca São Caetano no topo de serviços públicos

Levantamento nacional avalia competitividade dos municípios brasileiros e qualidade dos serviços prestados à população

Bia Moço
Do Diário do Grande ABC

19/11/2020 | 00:01


O Grande ABC ficou no topo do primeiro Ranking Nacional de Competitividade dos Municípios, aferido pelo CLP (Centro de Liderança Pública), em parceria com a Gove Digital e o Sebrae. São Caetano alcançou o segundo lugar no levantamento, atrás apenas de Barueri.

O estudo tem objetivo de mostrar como a competição no setor público é elemento fundamental à promoção da justiça, equidade e desenvolvimento econômico e social dos municípios para garantir serviços públicos de mais qualidade à população.

São Caetano foi reconhecido como a melhor cidade do Brasil em qualidade da educação e segurança. De acordo com o levantamento, São Bernardo aparece em 13º lugar no ranking nacional, seguida de Santo André (38º), Diadema (104º) e Mauá (127º). Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra não aparecem no estudo por não se encaixarem nas características.

Foram avaliadas 405 cidades do Brasil com mais de 80 mil habitantes, a partir de 55 indicadores, distribuídos em 12 pilares temáticos considerados fundamentais para a promoção da competitividade e melhoria da gestão pública dos municípios: sustentabilidade fiscal, funcionamento da máquina pública, acesso à saúde, qualidade da saúde, acesso à educação, qualidade da educação, segurança, saneamento e meio ambiente, inserção econômica, inovação e dinamismo econômico, capital humano e telecomunicações.

Coordenador de competitividade do CLP, Lucas Cepeda destacou que São Caetano perdeu o posto de 1º colocado geral para Barueri por “detalhes”. “Esse ranking é uma ferramenta que vai jogar luz aos reais desafios dos municípios a partir de dados oficiais. É uma forma de os governantes se balizarem em como podem realizar políticas públicas de modo a atender os problemas mais latentes das cidades”, explicou, destacando que a empresa não utiliza opinião pública para o estudo.

Coordenador do Conjuscs (Observatório de Políticas Públicas, Empreendedorismo e Conjuntura) da USCS (Universidade Municipal de São Caetano), Jefferson José da Conceição explica que o ranking de competitividade municipal pode servir, também, como atrativo, sobretudo em investimentos. “Um investidor de qualquer lugar do mundo pode se valer de um indicador objetivo. Quanto mais se consegue traduzir textos em números, mais se tem vantagem em tomada de decisões, e esse ranking ajuda nessa decisão importante mundo afora”, exemplificou.

Chefe de Gabinete de São Caetano, Bruno Vassari comemorou o posicionamento, garantindo que a colocação se deve a “um trabalho feito ao longo de quatro anos”. “O prefeito (José Auricchio Júnior - PSDB) é um grande entusiasta dos ODSs (Objetivos de Desenvolvimento Sustentável) da ONU (Organização das Nações Unidas), questões que estão interligadas aos setores em que tivemos destaque”, disse. “É com muita alegria que recebemos essa notícia, que nos dará ainda mais disposição para os próximos quatro anos”, afirmou Vassari, que falou em nome do chefe do Paço, internado com Covid no último domingo, dia em que foi reeleito para comandar a cidade nos próximos quatro anos.  

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;