Fechar
Publicidade

Sábado, 28 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

diarinho@dgabc.com.br | 4435-8396

Tudo pronto para o Dia das Bruxas

DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Animada com a celebração, que acontece dia 31, a criançada vai comemorar em casa


Vinícius Castelli
Do Diário do Grande ABC

25/10/2020 | 07:00


Fantasias, abóboras, morceguinhos e animação. Está chegando a hora de comemorar o Halloween, ou Dia das Bruxas, como é conhecido aqui no Brasil, celebrado no sábado (31).

E mesmo sem poder sair pelas ruas perguntando ‘Doces ou travessuras’, ou trick or treat (em inglês), fala típica de quem celebra a ocasião, a data não passará em vão por conta da pandemia da Covid-19.

Maria Eduarda Ferreira Zampronha, 10 anos, de Santo André, adora festejar o Dia das Bruxas. Conheceu a comemoração com a família, com sua mãe lhe contando histórias. O que mais a empolga na data são as fantasias e dizer doces ou travessuras. E adora os fantasmas e abóboras.

Desta vez, mesmo sem sair de casa, ela vai celebrar a data, mas de outro jeito. “Neste ano vamos comemorar, no meu apartamento, com minha família. A gente enfeita tudo de Halloween”, conta.

Bárbara Navarro Rodrigues, 7 anos, também gosta de Halloween. A andreense costuma encontrar com uma prima, colocar a fantasia, e sair batendo nas portas dos apartamentos no prédio onde mora. “A gente fala doces ou travessuras e as pessoas dão doces”, conta.

Fã de bruxinhas, dos personagens do filme A Família Addams e do desenho Hotel Transylvania, Bárbara já está com planos para aprontar seu apartamento para a festa, já que não pretende sair por aí em busca de doces. Na casa, as lâmpadas ganham decoração de morcego. “Faço desenho para colocar na porta.”

Os amigos Gabriel Gozzi Pancev Toledo e Noah Assunção Forato, ambos com 6 anos e moradores de Santo André, também adoram celebrar o Halloween.
Gabriel conta que gosta de filmes de zumbi e lembra que conheceu a festa de Dia das Bruxas quando tinha 2 anos. “O primeiro Halloween que tive na vida foi na escola”, conta.

Noah também gosta da parte de se fantasiar e ganhar doces. “Conheci o Halloween com minha família”, diz ele, que é fã do personagem Capitão Gancho, conhecido da história de Peter Pan.

Assim como Gabriel, Noah conta que neste ano fará sua comemoração em casa mesmo. “Vamos nos fantasiar e comer doces”.


Tradição surgiu na Europa, há mais de 2.000 anos

A data tem origem em festividade criada há mais de 2.000 anos na Europa, pelo povo celta (população que viveu no passado nas regiões da Inglaterra, Escócia e Irlanda), a partir da celebração do Ano-Novo e a chegada do fim do verão naquela região.

Eles acreditavam que nessa data os espíritos voltavam à Terra e o Halloween é a comemoração entre esses dois mundos.

Por se tratar de uma festa pagã, que não pertence a nenhuma religião que acredita em Deus, as pessoas que comemoravam sofriam perseguição e algumas eram até mesmo queimadas em fogueiras, como acontecia na Idade Média na Europa, entre os séculos V e XV.

A partir do século passado, famílias de países como Estados Unidos, Canadá, Irlanda e Inglaterra começaram a curtir o Halloween e vários hábitos foram moldando a festa até ela ser conhecida como é hoje, com brincadeiras, fantasias e distribuição de doces, entre outras coisas.

TV tem programação especial

Quem quiser curtir o Halloween na TV conta com boas opções. No canal Disney Channel, dia 31, às 20h30, será exibido Zombies 2. O filme retoma a história da líder de torcida Addison e do jogador de futebol zumbi Zed, que se preparam para o baile de formatura da escola.

Mas quando um grupo de lobisomens adolescentes, liderados por Willa, Wyatt e Wynter, inesperadamente chega na escola, o conselho da cidade retoma as leis antimonstros de Seabrook, impedindo Zed e Addison de irem ao baile juntos.

Outro filme que pode ser visto na mesma data, às 22h15, é Hotel Transylvania 2. A história é uma continuação da primeira animação, em que Jonathan se hospeda em um hotel escuro e se apaixona por Mavis, a vampira filha do Drácula.

Em Hotel Transylvania 2, os jovens amantes se casam e têm um filho chamado Dennis, e seus pais ainda não sabem se ele é vampiro ou humano.

Figura do folclore brasileiro, Saci-Pererê é celebrado dia 31

O dia 31 de outubro também celebra um importante personagem, mas brasileiro, o Saci-Pererê, ou apenas Saci, o menino negro que tem uma perna só e que sempre usa um gorro vermelho.

A data é fruto de um projeto de lei que busca resgatar figuras do folclore brasileiro.

A lenda do personagem surgiu há mais de dois séculos pelos índios. Dizem que ele se move rapidamente dentro de redemoinhos de vento.

Conhecido por ser autor de várias travessuras, Saci vive nas matas, é curioso e pode, em momentos de bom humor, achar coisas perdidas.

O escritor Monteiro Lobato (1882-1948) tornou o personagem famoso ao colocá-lo nas histórias do Sítio do Pica-Pau Amarelo. Saci-Pererê dividiu aventuras junto de Emília, Narizinho e Visconde de Sabugosa, por exemplo.

O escritor e cartunista Ziraldo também o retratou nos quadrinhos nas histórias da Turma do Pererê. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Tudo pronto para o Dia das Bruxas

Animada com a celebração, que acontece dia 31, a criançada vai comemorar em casa

Vinícius Castelli
Do Diário do Grande ABC

25/10/2020 | 07:00


Fantasias, abóboras, morceguinhos e animação. Está chegando a hora de comemorar o Halloween, ou Dia das Bruxas, como é conhecido aqui no Brasil, celebrado no sábado (31).

E mesmo sem poder sair pelas ruas perguntando ‘Doces ou travessuras’, ou trick or treat (em inglês), fala típica de quem celebra a ocasião, a data não passará em vão por conta da pandemia da Covid-19.

Maria Eduarda Ferreira Zampronha, 10 anos, de Santo André, adora festejar o Dia das Bruxas. Conheceu a comemoração com a família, com sua mãe lhe contando histórias. O que mais a empolga na data são as fantasias e dizer doces ou travessuras. E adora os fantasmas e abóboras.

Desta vez, mesmo sem sair de casa, ela vai celebrar a data, mas de outro jeito. “Neste ano vamos comemorar, no meu apartamento, com minha família. A gente enfeita tudo de Halloween”, conta.

Bárbara Navarro Rodrigues, 7 anos, também gosta de Halloween. A andreense costuma encontrar com uma prima, colocar a fantasia, e sair batendo nas portas dos apartamentos no prédio onde mora. “A gente fala doces ou travessuras e as pessoas dão doces”, conta.

Fã de bruxinhas, dos personagens do filme A Família Addams e do desenho Hotel Transylvania, Bárbara já está com planos para aprontar seu apartamento para a festa, já que não pretende sair por aí em busca de doces. Na casa, as lâmpadas ganham decoração de morcego. “Faço desenho para colocar na porta.”

Os amigos Gabriel Gozzi Pancev Toledo e Noah Assunção Forato, ambos com 6 anos e moradores de Santo André, também adoram celebrar o Halloween.
Gabriel conta que gosta de filmes de zumbi e lembra que conheceu a festa de Dia das Bruxas quando tinha 2 anos. “O primeiro Halloween que tive na vida foi na escola”, conta.

Noah também gosta da parte de se fantasiar e ganhar doces. “Conheci o Halloween com minha família”, diz ele, que é fã do personagem Capitão Gancho, conhecido da história de Peter Pan.

Assim como Gabriel, Noah conta que neste ano fará sua comemoração em casa mesmo. “Vamos nos fantasiar e comer doces”.


Tradição surgiu na Europa, há mais de 2.000 anos

A data tem origem em festividade criada há mais de 2.000 anos na Europa, pelo povo celta (população que viveu no passado nas regiões da Inglaterra, Escócia e Irlanda), a partir da celebração do Ano-Novo e a chegada do fim do verão naquela região.

Eles acreditavam que nessa data os espíritos voltavam à Terra e o Halloween é a comemoração entre esses dois mundos.

Por se tratar de uma festa pagã, que não pertence a nenhuma religião que acredita em Deus, as pessoas que comemoravam sofriam perseguição e algumas eram até mesmo queimadas em fogueiras, como acontecia na Idade Média na Europa, entre os séculos V e XV.

A partir do século passado, famílias de países como Estados Unidos, Canadá, Irlanda e Inglaterra começaram a curtir o Halloween e vários hábitos foram moldando a festa até ela ser conhecida como é hoje, com brincadeiras, fantasias e distribuição de doces, entre outras coisas.

TV tem programação especial

Quem quiser curtir o Halloween na TV conta com boas opções. No canal Disney Channel, dia 31, às 20h30, será exibido Zombies 2. O filme retoma a história da líder de torcida Addison e do jogador de futebol zumbi Zed, que se preparam para o baile de formatura da escola.

Mas quando um grupo de lobisomens adolescentes, liderados por Willa, Wyatt e Wynter, inesperadamente chega na escola, o conselho da cidade retoma as leis antimonstros de Seabrook, impedindo Zed e Addison de irem ao baile juntos.

Outro filme que pode ser visto na mesma data, às 22h15, é Hotel Transylvania 2. A história é uma continuação da primeira animação, em que Jonathan se hospeda em um hotel escuro e se apaixona por Mavis, a vampira filha do Drácula.

Em Hotel Transylvania 2, os jovens amantes se casam e têm um filho chamado Dennis, e seus pais ainda não sabem se ele é vampiro ou humano.

Figura do folclore brasileiro, Saci-Pererê é celebrado dia 31

O dia 31 de outubro também celebra um importante personagem, mas brasileiro, o Saci-Pererê, ou apenas Saci, o menino negro que tem uma perna só e que sempre usa um gorro vermelho.

A data é fruto de um projeto de lei que busca resgatar figuras do folclore brasileiro.

A lenda do personagem surgiu há mais de dois séculos pelos índios. Dizem que ele se move rapidamente dentro de redemoinhos de vento.

Conhecido por ser autor de várias travessuras, Saci vive nas matas, é curioso e pode, em momentos de bom humor, achar coisas perdidas.

O escritor Monteiro Lobato (1882-1948) tornou o personagem famoso ao colocá-lo nas histórias do Sítio do Pica-Pau Amarelo. Saci-Pererê dividiu aventuras junto de Emília, Narizinho e Visconde de Sabugosa, por exemplo.

O escritor e cartunista Ziraldo também o retratou nos quadrinhos nas histórias da Turma do Pererê. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;