Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 30 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Zé Teixeira nega renúncia de candidatura em Rio Grande

 Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Daniel Tossato
Do Diário do Grande ABC

20/10/2020 | 00:47


Ex-prefeito de Rio Grande da Serra, José Teixeira (PSL) assegurou que seguirá como candidato à Prefeitura na eleição deste ano, depois de sua vice, Cida da Terceira Idade (PSL), espalhar em grupos de WhatsApp que o aliado poderia renunciar à campanha majoritária na cidade.

Zé Teixeira escolheu o mesmo caminho para tentar conter a crise em seu projeto eleitoral: o aplicativo de mensagens por celular. “Estou muito preocupado com as fake news que dizem que não sou candidato. Gostaria que você que receber essa mensagem encaminhe para outra pessoa, para que todos sabiam que serei candidato. A cidade toda está falando isso (sobre a desistência), recebi diversas ligações me questionando. Mas reafirmo. Sou candidato a prefeito pelo PSL”, sustentou. “Se tiverem alguma dúvida, consulte o (site do) Tribunal (Regional Eleitoral de São Paulo), verão que a minha candidatura está registrada e sou candidato.”

Na sexta-feira, se espalhou mensagem de Cida da Terceira Idade revelando a saída de Zé Teixeira da disputa majoritária. O informe provocou racha dentro da campanha, a ponto de o PSL local ter de fazer uma reunião emergencial com objetivo de conter o estremecimento. O Diário apurou que Zé Teixeira havia comentado sobre a possibilidade de desistência com alguns filiados, mas logo voltou atrás, depois que candidatos a vereador pressionaram para que ele seguisse com a empreitada majoritária.

Ele foi prefeito de Rio Grande entre 1993 e 1996, sendo o segundo da família Teixeira a ocupar a principal cadeira do Paço local – antes dele, Aarão Teixeira (SD) havia sido prefeito nos anos 1970 e, depois, Adler Kiko Teixeira (PSDB) foi chefe do Executivo de 2005 a 2012 (hoje Kiko administra Ribeirão Pires e tenta se reeleger). 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Zé Teixeira nega renúncia de candidatura em Rio Grande

Daniel Tossato
Do Diário do Grande ABC

20/10/2020 | 00:47


Ex-prefeito de Rio Grande da Serra, José Teixeira (PSL) assegurou que seguirá como candidato à Prefeitura na eleição deste ano, depois de sua vice, Cida da Terceira Idade (PSL), espalhar em grupos de WhatsApp que o aliado poderia renunciar à campanha majoritária na cidade.

Zé Teixeira escolheu o mesmo caminho para tentar conter a crise em seu projeto eleitoral: o aplicativo de mensagens por celular. “Estou muito preocupado com as fake news que dizem que não sou candidato. Gostaria que você que receber essa mensagem encaminhe para outra pessoa, para que todos sabiam que serei candidato. A cidade toda está falando isso (sobre a desistência), recebi diversas ligações me questionando. Mas reafirmo. Sou candidato a prefeito pelo PSL”, sustentou. “Se tiverem alguma dúvida, consulte o (site do) Tribunal (Regional Eleitoral de São Paulo), verão que a minha candidatura está registrada e sou candidato.”

Na sexta-feira, se espalhou mensagem de Cida da Terceira Idade revelando a saída de Zé Teixeira da disputa majoritária. O informe provocou racha dentro da campanha, a ponto de o PSL local ter de fazer uma reunião emergencial com objetivo de conter o estremecimento. O Diário apurou que Zé Teixeira havia comentado sobre a possibilidade de desistência com alguns filiados, mas logo voltou atrás, depois que candidatos a vereador pressionaram para que ele seguisse com a empreitada majoritária.

Ele foi prefeito de Rio Grande entre 1993 e 1996, sendo o segundo da família Teixeira a ocupar a principal cadeira do Paço local – antes dele, Aarão Teixeira (SD) havia sido prefeito nos anos 1970 e, depois, Adler Kiko Teixeira (PSDB) foi chefe do Executivo de 2005 a 2012 (hoje Kiko administra Ribeirão Pires e tenta se reeleger). 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;