Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 3 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Filho de professor Euclides leva legado do pai às urnas

DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Juninho Marchi vai se espelhar no ex-docente e ex-gestor da Craisa na candidatura a vereador


Do Diário do Grande ABC

10/09/2020 | 00:01


Filho do ex-superintendente da Craisa (Companhia Regional de Abastecimento Integrado de Santo André) e ex-professor da rede pública estadual Euclides Marchi, Juninho Marchi (Cidadania) é pré-candidato a vereador em Santo André buscando levar às urnas e à política eleitoral o legado de trabalho de seu pai não só na vida pública, mas na área educacional.

Conhecido como professor Euclides, Marchi, 80 anos, trabalhou por 40 na área educacional – foi professor de ciências e diretor da EE Padre Aristides Greve, na Vila Camilópolis. Marchi ficou como superintendente da Craisa no governo de Aidan Ravin (Republicanos, 2009-2012), gestão na qual também atuou nas articulações políticas.

“Meu pai tem o maior orgulho de seus alunos e familiares. Tenho orgulho de ser filho de um professor que muito trabalhou na educação. Hoje ele tem 80 anos e me incentivou muito a entrar na política para fazer a diferença”, relatou Juninho, recém-filiado ao Cidadania, legenda que está na base de apoio do prefeito Paulo Serra (PSDB), pré-candidato à reeleição.

Juninho coloca a educação como uma de suas bandeiras, mas também garante que batalhará pelo fim da reeleição e a favor do combate à corrupção, independentemente do governo. “O trabalho do vereador deve ser para o bem de todos, não dos apadrinhados ou no varejo de seus interesses. Estarei sempre atento para denunciar. Sou contra o foro privilegiado para todos os poderes, por exemplo. Contrário à reeleição, e vou trabalhar nisso. É necessária a renovação. A vereança não deve ser uma profissão”, sustentou o pré-candidato. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Filho de professor Euclides leva legado do pai às urnas

Juninho Marchi vai se espelhar no ex-docente e ex-gestor da Craisa na candidatura a vereador

Do Diário do Grande ABC

10/09/2020 | 00:01


Filho do ex-superintendente da Craisa (Companhia Regional de Abastecimento Integrado de Santo André) e ex-professor da rede pública estadual Euclides Marchi, Juninho Marchi (Cidadania) é pré-candidato a vereador em Santo André buscando levar às urnas e à política eleitoral o legado de trabalho de seu pai não só na vida pública, mas na área educacional.

Conhecido como professor Euclides, Marchi, 80 anos, trabalhou por 40 na área educacional – foi professor de ciências e diretor da EE Padre Aristides Greve, na Vila Camilópolis. Marchi ficou como superintendente da Craisa no governo de Aidan Ravin (Republicanos, 2009-2012), gestão na qual também atuou nas articulações políticas.

“Meu pai tem o maior orgulho de seus alunos e familiares. Tenho orgulho de ser filho de um professor que muito trabalhou na educação. Hoje ele tem 80 anos e me incentivou muito a entrar na política para fazer a diferença”, relatou Juninho, recém-filiado ao Cidadania, legenda que está na base de apoio do prefeito Paulo Serra (PSDB), pré-candidato à reeleição.

Juninho coloca a educação como uma de suas bandeiras, mas também garante que batalhará pelo fim da reeleição e a favor do combate à corrupção, independentemente do governo. “O trabalho do vereador deve ser para o bem de todos, não dos apadrinhados ou no varejo de seus interesses. Estarei sempre atento para denunciar. Sou contra o foro privilegiado para todos os poderes, por exemplo. Contrário à reeleição, e vou trabalhar nisso. É necessária a renovação. A vereança não deve ser uma profissão”, sustentou o pré-candidato. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;