Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 27 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

USCS recorre à FUABC por voluntários em teste de vacina

Celso Luiz/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Objetivo é recrutar funcionários da saúde interessados em participar do estudo conduzido pela universidade de S.Caetano


Da Redação

20/08/2020 | 08:20


A USCS (Universidade Municipal de São Caetano) firmou parceria com a FUABC (Fundação do ABC) para recrutar profissionais da saúde interessados em participar da terceira fase de testes da CoronaVac, vacina contra o novo coronavírus desenvolvida pelo laboratório chinês Sinovac Biotech, em trabalho coordenado pelo Instituto Butantan. Esta é a última etapa da testagem e consiste na verificação da segurança e da eficácia da imunização.

“Ainda não tenho (o número de voluntários que foram vacinados). Mas sei que quantidade é insuficiente. Sei que hoje a USCS e a Fundação estão conversando para conseguir mais voluntários, porque o quadro de voluntários não foi fechado. Com a ajuda da Fundação, acredito que isso possa ser resolvido, já que ela conta com mais de 20 mil colaboradores”, declarou o prefeito de São Caetano, José Auricchio Júnior (PSDB).

A universidade são-caetanense é um dos 12 centros de pesquisa da imunização no País e iniciou aplicação das doses em 31 de julho. Objetivo é que 652 voluntários façam parte do estudo conduzido pelo Centro de Pesquisa Clínica, no Hospital São Caetano. Ao todo, 9.000 pessoas devem ser testadas no Brasil. Podem se candidatar profissionais da saúde com mais de 18 anos e que não foram infectados pelo coronavírus. A inscrição pode ser feita pelo site https://coronauscs.org.

A FUABC foi escolhida porque é uma das maiores empregadoras da área da saúde no País. São cerca de 25 mil profissionais da entidade atuando na linha de frente do combate à Covid-19 em unidades públicas de saúde, como os hospitais, os AMEs (Ambulatórios Médicos de Especialidades), a Faculdade de Medicina do ABC e a Central de Convênios, responsável por unidades na atenção básica, rede de urgência e emergência e saúde mental.

HISTÓRICO
Em 11 de junho, o governo do Estado anunciou parceria entre o Instituto Butantan e a farmacêutica Sinovac Biotech para testes clínicos e fornecimento até junho de 2021 da Coronavac. Caso a vacina seja aprovada, as partes firmarão novo acordo para transferência de tecnologia para produção em escala industrial e fornecimento gratuito à população por meio do SUS (Sistema Único de Saúde).

Os nomes das instituições que se tornariam centros de pesquisa foram divulgados em 1º de julho pelo governador João Doria (PSDB). Seis Estados brasileiros fazem parte do estudo: São Paulo, Brasília, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Rio Grande do Sul e Paraná. No Estado, os testes serão conduzidos na Capital pelo Hospital das Clínicas, Faculdade de Medicina da USP, Instituto de Infectologia Emílio Ribas e Hospital Israelita Albert Eisntein. No Interior, serão envolvidos o Hospital das Clínicas da Unicamp, em Campinas, Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto e o Centro de Saúde Escola da Faculdade de Medicina da USP de Ribeirão Preto.

“Recebemos o anúncio com muita alegria. É um duplo reconhecimento da USCS enquanto potência na área médica e da saúde por meio do curso de medicina, e da Prefeitura, com quem trabalhamos ativamente nos programas de combate da pandemia”, afirmou o reitor da USCS, Leandro Prearo, à época. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;