Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 25 de Setembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Estamos do mesmo lado, MP


Do Diário do Grande ABC

14/08/2020 | 23:59


Em seus 62 anos de história, o Diário nunca deixou de respeitar as instituições. Trata-se de valor intrínseco. Os arquivos desta casa estão franqueados a quem quiser tirar a prova dos nove. Nossa deferência aos organismos que regem e organizam a vida em sociedade, em todas as instâncias e em todos os poderes, é tão clara e explícita que causou-nos espécie o teor de nota divulgada pelo valoroso Ministério Público do Estado de São Paulo, que classificou como “ataques” ao MP-SP o que, na verdade, era reportagem rigorosamente baseada em acontecimentos factuais, amplamente fundamentada em documentos – que são públicos, diga-se.

Eventualmente, por dever do ofício, este jornal pode expor falhas e erros de pessoas, de indivíduos. Mas essa característica de nossa atividade jornalística não deve nunca ser confundida com a de investir contra o coletivo que tais personagens representam. Entendemos que, agindo assim, estamos executando função profilática que, antes de enfraquecê-las, na verdade fortalecem as instituições.

Se existe alguma denúncia de interesse público, é obrigação do jornalismo expô-la, não sem antes, evidentemente, apurá-la com rigor e dar oportunidade para que todas as partes envolvidas se manifestem. Agimos assim porque o artigo quinto da Constituição, o mesmo que assegura a liberdade de imprensa no Brasil, ensina que todos os brasileiros são iguais perante a lei. Sejam eles médicos, metalúrgicos, jornalistas ou promotores.

Não duvidamos dos ideais que movem a Promotoria bandeirante. É por essa razão, aliás, que o trabalho executado pelos seus agentes está sempre em nossas páginas, sustentando centenas e centenas de reportagens ao longo de seis décadas. Diz, a nota, que a “mídia (...) jamais pautará a atividade de persecução penal” do MP. Não esperávamos postura diferente. De nossa parte, oferecemos o espaço necessário para que o Ministério Público nos paute. Afinal, estamos ao lado dos que “combatem, de maneira incansável, todos aqueles que insistem em agir à margem da lei”. Todos.
 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Estamos do mesmo lado, MP

Do Diário do Grande ABC

14/08/2020 | 23:59


Em seus 62 anos de história, o Diário nunca deixou de respeitar as instituições. Trata-se de valor intrínseco. Os arquivos desta casa estão franqueados a quem quiser tirar a prova dos nove. Nossa deferência aos organismos que regem e organizam a vida em sociedade, em todas as instâncias e em todos os poderes, é tão clara e explícita que causou-nos espécie o teor de nota divulgada pelo valoroso Ministério Público do Estado de São Paulo, que classificou como “ataques” ao MP-SP o que, na verdade, era reportagem rigorosamente baseada em acontecimentos factuais, amplamente fundamentada em documentos – que são públicos, diga-se.

Eventualmente, por dever do ofício, este jornal pode expor falhas e erros de pessoas, de indivíduos. Mas essa característica de nossa atividade jornalística não deve nunca ser confundida com a de investir contra o coletivo que tais personagens representam. Entendemos que, agindo assim, estamos executando função profilática que, antes de enfraquecê-las, na verdade fortalecem as instituições.

Se existe alguma denúncia de interesse público, é obrigação do jornalismo expô-la, não sem antes, evidentemente, apurá-la com rigor e dar oportunidade para que todas as partes envolvidas se manifestem. Agimos assim porque o artigo quinto da Constituição, o mesmo que assegura a liberdade de imprensa no Brasil, ensina que todos os brasileiros são iguais perante a lei. Sejam eles médicos, metalúrgicos, jornalistas ou promotores.

Não duvidamos dos ideais que movem a Promotoria bandeirante. É por essa razão, aliás, que o trabalho executado pelos seus agentes está sempre em nossas páginas, sustentando centenas e centenas de reportagens ao longo de seis décadas. Diz, a nota, que a “mídia (...) jamais pautará a atividade de persecução penal” do MP. Não esperávamos postura diferente. De nossa parte, oferecemos o espaço necessário para que o Ministério Público nos paute. Afinal, estamos ao lado dos que “combatem, de maneira incansável, todos aqueles que insistem em agir à margem da lei”. Todos.
 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;