Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 7 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Capital reabre os parques a partir de segunda; cidades da região devem seguir os passos

Espaços só vão funcionar em dias úteis e terão regras duras para evitar aglomerações


da Redação

10/07/2020 | 00:01


Setenta parques municipais da cidade de São Paulo reabrirão ao público em geral a partir de segunda-feira. Os parques funcionarão em período parcial e apenas em dias úteis, com acesso fechado a bebedouros, parquinhos infantis e quadras de esportes coletivos. A decisão de não abrir nos sábados e domingos tem o objetivo de evitar aglomerações, segundo o prefeito Bruno Covas (PSDB). 

No Grande ABC, nenhuma cidade oficializou a reabertura, mas os prefeitos de Santo André, São Bernardo e de São Caetano estudam a possibilidade e devem emitir decreto até o fim de semana, normatizando o funcionamento dos espaços públicos, fechados desde o início da quarentena obrigatória e que agora podem voltar a abrir por causa da flexibilização permitida no Plano São Paulo, no qual os municípios da região integram a Fase 3 (amarela), assim como a Capital.

A decisão da cidade de São Paulo em reabrir os parques deve influenciar as prefeituras do Grande ABC, que estão seguindo os passos da Capital na questão da flexibilização. Foi assim em relação aos shoppings, comércios de rua e também na liberação de bares, restaurantes e salões de beleza. 

Segundo normatização, que deve ser publicada hoje no Diário Oficial, os parques do Ibirapuera e do Carmo funcionarão entre as 6h e as 16h. Já os demais abrirão entre as 10h e as 16h. A decisão não inclui o programa Ruas Abertas, que conta com a Paulista Aberta e o Parque Minhocão. O anúncio ocorreu durante coletiva de imprensa realizada ontem.

A cidade de São Paulo tem 108 parques. Com o fechamento por causa da pandemia do novo coronavírus, em 21 de março, parte dos frequentadores passou a praticar atividades físicas nos espaços abertos e no entorno das áreas verdes,diminuindo o risco da contaminação, mas ficando expostos aos acidentes de trânsito. 

De acordo com o prefeito Bruno Covas, os parques terão entrada controlada e funcionarão com 40% da capacidade total. As demais regras de reabertura serão oficializadas hoje. “Os permissionários poderão voltar a funcionar, respeitando os protocolos de atendimento. Não serão permitidas atividades coletivas, em grupos. Os parquinhos infantis, os espaços de prática de esportes coletivos ainda estarão fechados neste momento”, afirmou Covas.

CLUBES

Depois de Santo André e Ribeirão Pires, São Bernardo libera a partir de hoje a abertura dos clubes sociais e esportivos. A decisão foi tomada ontem, após o prefeito Orlando Morando (PSDB) e os presidentes das agremiações assinarem protocolo que estabelece as regras sanitárias para a reabertura dos espaços. Além de funcionarem com até 40% de sua capacidade por período de até seis horas (a critério de cada instituição), os clubes deverão seguir os protocolos necessários para evitar a transmissão do coronavírus, como medição de temperatura dos frequentadores na entrada.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Capital reabre os parques a partir de segunda; cidades da região devem seguir os passos

Espaços só vão funcionar em dias úteis e terão regras duras para evitar aglomerações

da Redação

10/07/2020 | 00:01


Setenta parques municipais da cidade de São Paulo reabrirão ao público em geral a partir de segunda-feira. Os parques funcionarão em período parcial e apenas em dias úteis, com acesso fechado a bebedouros, parquinhos infantis e quadras de esportes coletivos. A decisão de não abrir nos sábados e domingos tem o objetivo de evitar aglomerações, segundo o prefeito Bruno Covas (PSDB). 

No Grande ABC, nenhuma cidade oficializou a reabertura, mas os prefeitos de Santo André, São Bernardo e de São Caetano estudam a possibilidade e devem emitir decreto até o fim de semana, normatizando o funcionamento dos espaços públicos, fechados desde o início da quarentena obrigatória e que agora podem voltar a abrir por causa da flexibilização permitida no Plano São Paulo, no qual os municípios da região integram a Fase 3 (amarela), assim como a Capital.

A decisão da cidade de São Paulo em reabrir os parques deve influenciar as prefeituras do Grande ABC, que estão seguindo os passos da Capital na questão da flexibilização. Foi assim em relação aos shoppings, comércios de rua e também na liberação de bares, restaurantes e salões de beleza. 

Segundo normatização, que deve ser publicada hoje no Diário Oficial, os parques do Ibirapuera e do Carmo funcionarão entre as 6h e as 16h. Já os demais abrirão entre as 10h e as 16h. A decisão não inclui o programa Ruas Abertas, que conta com a Paulista Aberta e o Parque Minhocão. O anúncio ocorreu durante coletiva de imprensa realizada ontem.

A cidade de São Paulo tem 108 parques. Com o fechamento por causa da pandemia do novo coronavírus, em 21 de março, parte dos frequentadores passou a praticar atividades físicas nos espaços abertos e no entorno das áreas verdes,diminuindo o risco da contaminação, mas ficando expostos aos acidentes de trânsito. 

De acordo com o prefeito Bruno Covas, os parques terão entrada controlada e funcionarão com 40% da capacidade total. As demais regras de reabertura serão oficializadas hoje. “Os permissionários poderão voltar a funcionar, respeitando os protocolos de atendimento. Não serão permitidas atividades coletivas, em grupos. Os parquinhos infantis, os espaços de prática de esportes coletivos ainda estarão fechados neste momento”, afirmou Covas.

CLUBES

Depois de Santo André e Ribeirão Pires, São Bernardo libera a partir de hoje a abertura dos clubes sociais e esportivos. A decisão foi tomada ontem, após o prefeito Orlando Morando (PSDB) e os presidentes das agremiações assinarem protocolo que estabelece as regras sanitárias para a reabertura dos espaços. Além de funcionarem com até 40% de sua capacidade por período de até seis horas (a critério de cada instituição), os clubes deverão seguir os protocolos necessários para evitar a transmissão do coronavírus, como medição de temperatura dos frequentadores na entrada.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;