Fechar
Publicidade

Sábado, 11 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Bolsonaro recebe dirigentes de 8 clubes em defesa de mudanças nos acordos com TVs

Antonio Cruz/ Agência Brasil/Fotos Públicas  Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra


30/06/2020 | 14:09


O presidente Jair Bolsonaro recebeu, nesta terça-feira (30) dirigentes de oito clubes da Série A do Campeonato Brasileiro para uma reunião seguida de um almoço no Palácio do Planalto. Os representantes de Athletico Paranaense, Bahia, Ceará, Coritiba, Fortaleza, Internacional, Palmeiras e Santos apoiaram a Medida Provisória nº 984/2020, que, dentre outros pontos, altera a forma de negociação dos times com as emissoras de TV sobre os direitos de transmissão das partidas, colocando os direitos dos jogos nas mãos das equipes mandantes.

No encontro, os dirigentes pediram o apoio de Bolsonaro ao projeto de Lei 3.832, que altera a Lei da TV Paga para que empresas de telecomunicações possam atuar na produção de conteúdo esportivo. O presidente da República disse que vai acompanhar a tramitação, mas não se comprometeu com o tema.

Os oito clubes tem interesse especial nas duas medidas. Eles venderam os direitos de transmissão dos seus jogos no Campeonato Brasileiro em TV fechada para a Turner, empresa do conglomerado AT&T, que realizou as exibições em 2019. A emissora e os times passam por imbróglio que pode terminar com o rompimento do contrato.

Os clubes afirmam que a rescisão do contrato ocorreria em um momento financeiro difícil por causa da pandemia do coronavírus, que paralisou o calendário do futebol - só o Campeonato Carioca foi retomado.

Os dirigentes destacam que o rompimento favoreceria a Rede Globo, que transmite os principais campeonatos no País e com quem eles precisariam negociar novamente. Os dirigentes vão encontrar nesta terça-feira com os presidentes da Câmara, Rodrigo Maia, e do Senado, Davi Alcolumbre.

Os oito clubes foram representados pelos seguintes dirigentes: Robinson Passos de Castro e Silva (Ceará), Marcelo Paz (Fortaleza), Eduardo Bastos De Barros e Samir Namur (Coritiba), Aguinaldo Coelho de Farias (Athletico), Maurício Galiotte e André Sica (Palmeiras), Guilherme Bellintani (Bahia), Matheus Del Corso Rodrigues (Santos) e Marcelo Medeiros (Inter).



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Bolsonaro recebe dirigentes de 8 clubes em defesa de mudanças nos acordos com TVs


30/06/2020 | 14:09


O presidente Jair Bolsonaro recebeu, nesta terça-feira (30) dirigentes de oito clubes da Série A do Campeonato Brasileiro para uma reunião seguida de um almoço no Palácio do Planalto. Os representantes de Athletico Paranaense, Bahia, Ceará, Coritiba, Fortaleza, Internacional, Palmeiras e Santos apoiaram a Medida Provisória nº 984/2020, que, dentre outros pontos, altera a forma de negociação dos times com as emissoras de TV sobre os direitos de transmissão das partidas, colocando os direitos dos jogos nas mãos das equipes mandantes.

No encontro, os dirigentes pediram o apoio de Bolsonaro ao projeto de Lei 3.832, que altera a Lei da TV Paga para que empresas de telecomunicações possam atuar na produção de conteúdo esportivo. O presidente da República disse que vai acompanhar a tramitação, mas não se comprometeu com o tema.

Os oito clubes tem interesse especial nas duas medidas. Eles venderam os direitos de transmissão dos seus jogos no Campeonato Brasileiro em TV fechada para a Turner, empresa do conglomerado AT&T, que realizou as exibições em 2019. A emissora e os times passam por imbróglio que pode terminar com o rompimento do contrato.

Os clubes afirmam que a rescisão do contrato ocorreria em um momento financeiro difícil por causa da pandemia do coronavírus, que paralisou o calendário do futebol - só o Campeonato Carioca foi retomado.

Os dirigentes destacam que o rompimento favoreceria a Rede Globo, que transmite os principais campeonatos no País e com quem eles precisariam negociar novamente. Os dirigentes vão encontrar nesta terça-feira com os presidentes da Câmara, Rodrigo Maia, e do Senado, Davi Alcolumbre.

Os oito clubes foram representados pelos seguintes dirigentes: Robinson Passos de Castro e Silva (Ceará), Marcelo Paz (Fortaleza), Eduardo Bastos De Barros e Samir Namur (Coritiba), Aguinaldo Coelho de Farias (Athletico), Maurício Galiotte e André Sica (Palmeiras), Guilherme Bellintani (Bahia), Matheus Del Corso Rodrigues (Santos) e Marcelo Medeiros (Inter).

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;