Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 20 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Forças russas preparam avanço para Grozny


Do Diário do Grande ABC

14/11/1999 | 16:39


As forças russas se reagrupavam neste domingo preparando-se para avançar sobre a capital da Chechênia, Grozny, depois de ter anunciado que controlam plenamente Gudermes, a segunda cidade em importância, disseram fontes militares.

Gudermes e seus arredores estao sob controle das forças russas, disse o tenente-general Guennady Troshev, comandante das forças russas no leste da Chechênia, segundo a agência noticiosa ITAR-Tass.

Essas forças estao se reagrupando na Chechênia oriental, preparando-se para uma ofensiva sobre Grozny, indicou um porta-voz militar de imprensa na vizinha república do Daguestao, informou a agência Interfax.

Entretanto, caças russos continuavam bombardeando supostas bases de guerrilheiros e intensificavam seus ataques ao sudeste de Grozny, onde se acredita que os militantes estao se deslocando para o sul até a república de Georgia, acrescentou a versao.

Ajudados pelo bom tempo, os caças russos também atacavam a cidade de Bamut, a oeste, e Urus Martan, ao sul de Grozny. Em apenas três horas, os caças e outros avioes realizaram neste domingo 15 missoes contra supostas bases dos rebeldes e helicópteros com artilharia cumpriram mais de 50 vôos, disse a Interfax.

As forças russas ingressaram em Gudermes na sexta-feira, efetuando uma busca de militantes casa por casa, e sábado os oficiais disseram que controlavam a cidade, hasteando a bandeira russa em uma praça central.

Os comandantes russos fizeram à noite um ato público na zona central de Gudermes e prometeram aos habitantes que a eletricidade seria restabelecida dentro de poucos dias. Os soldados também começavam a distribuir alimentos e ajuda humanitária.

Os Estados Unidos e outros países ocidentais têm afirmado que a Rússia age com excessiva força na Chechênia, causando um elevado número de vítimas civis, mas Moscou rechaça essas versoes qualificando-as como uma interferência em seus assuntos internos e insistindo em que suas forças só atacam os guerrilheiros islâmicos.

O primeiro-ministro Vladimir Putin disse sábado que os guerrilheiros estavam internacionalizando um assunto interno como parte de suas medidas "desesperadas", por estarem sofrendo grandes baixas.

A Chechênia mantém-se como uma república virtualmente autônoma desde que rebeldes chechenos enfrentaram forças russas na guerra de 1994-96.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;