Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 21 de Setembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Em nota, Flavio Bolsonaro se diz 'vítima de grupo político' e nega acusações

Reprodução/Instagram Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra


20/06/2020 | 17:04


Investigado por suposto esquema de "rachadinha" em seu gabinete à época em que era deputado na Assembleia Legislativa do Rio (Alerj) e citado na ordem de prisão contra Fabrício Queiroz, preso na quinta-feira, 18 o senador Flávio Bolsonaro (Republicanos) divulgou nota neste sábado (20) em que se diz "vítima de um grupo político" e em que reafirma sua inocência.

No texto, Flávio não citou nomes de opositores e tampouco deixou claro qual seria o grupo político do qual seria vítima de perseguição. Ele também não fez referência direta a nenhuma acusação em específico.

"O senador Flávio Bolsonaro é vítima de um grupo político que tem patrocinado uma verdadeira campanha de difamação. Essas pessoas têm apenas um objetivo: recuperar o poder que perderam na última eleição", diz a nota.

"Apesar dos incessantes ataques à sua imagem, Flávio Bolsonaro continua a acreditar na Justiça. Ele reafirma inocência em qualquer das acusações feitas por seus inimigos e garante que seu patrimônio é totalmente compatível com os seus rendimentos. Tudo ficará inequivocamente comprovado dentro dos autos. A verdade prevalecerá", completou o filho do presidente Jair Bolsonaro.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Em nota, Flavio Bolsonaro se diz 'vítima de grupo político' e nega acusações


20/06/2020 | 17:04


Investigado por suposto esquema de "rachadinha" em seu gabinete à época em que era deputado na Assembleia Legislativa do Rio (Alerj) e citado na ordem de prisão contra Fabrício Queiroz, preso na quinta-feira, 18 o senador Flávio Bolsonaro (Republicanos) divulgou nota neste sábado (20) em que se diz "vítima de um grupo político" e em que reafirma sua inocência.

No texto, Flávio não citou nomes de opositores e tampouco deixou claro qual seria o grupo político do qual seria vítima de perseguição. Ele também não fez referência direta a nenhuma acusação em específico.

"O senador Flávio Bolsonaro é vítima de um grupo político que tem patrocinado uma verdadeira campanha de difamação. Essas pessoas têm apenas um objetivo: recuperar o poder que perderam na última eleição", diz a nota.

"Apesar dos incessantes ataques à sua imagem, Flávio Bolsonaro continua a acreditar na Justiça. Ele reafirma inocência em qualquer das acusações feitas por seus inimigos e garante que seu patrimônio é totalmente compatível com os seus rendimentos. Tudo ficará inequivocamente comprovado dentro dos autos. A verdade prevalecerá", completou o filho do presidente Jair Bolsonaro.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;