Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 2 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Nacional

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Complexo do Ibirapuera vai virar hospital de campanha contra coronavírus



06/04/2020 | 20:17


O governo de São Paulo anunciou nesta segunda-feira, 6, que erguerá um hospital de campanha no Conjunto Desportivo Constâncio Vaz Guimarães, mais conhecido como Complexo Ginásio do Ibirapuera, na zona sul da capital paulista. O espaço deverá ser equipado com leitos aptos a receber casos suspeitos ou confirmados do novo coronavírus. A quarentena em todo o Estado foi prorrogada até 22 de abril.

Segundo o governo, hospitais estaduais, municipais e filantrópicos ampliaram em 1.524 o número de leitos de UTI para casos relacionados à covid-19. No caso do Ibirapuera, a gestão João Doria (PSDB) deve divulgar na terça-feira, 7, os detalhes do projeto, como número de leitos e data de abertura. O complexo tem 100 mil metros quadrados e inclui estádio de futebol, ginásio poliesportivo, quadras e outros equipamentos.

Também nesta segunda, o Hospital Municipal de Campanha (HM Camp) do Pacaembu começou a receber pacientes no Estádio do Pacaembu, na zona oeste da cidade. Segundo a Prefeitura de São Paulo, os 200 leitos são destinados exclusivamente a pacientes de baixa e média complexidade encaminhados por equipamentos de saúde da capital, como hospitais, pronto-socorros e UBSs.

O hospital tem 6,3 mil metros quadrados, com 10 enfermarias. Os leitos são divididos em alas separadas por gênero, feminino e masculino, integradas a uma rede de distribuição de oxigênio. Do total, 10 leitos estão preparados para receber pacientes que tenham quadro agravado. Há, ainda, uma enfermaria, 30 banheiros completos (com chuveiros) e refeitório com capacidade para servir 350 refeições.

Além disso, a gestão Bruno Covas (PSDB) pretende entregar 887 leitos no hospital de campanha erguido no Complexo do Anhembi ainda nesta semana. Em uma segunda fase, também em abril, o espaço estará com 1,8 mil leitos disponíveis.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Complexo do Ibirapuera vai virar hospital de campanha contra coronavírus


06/04/2020 | 20:17


O governo de São Paulo anunciou nesta segunda-feira, 6, que erguerá um hospital de campanha no Conjunto Desportivo Constâncio Vaz Guimarães, mais conhecido como Complexo Ginásio do Ibirapuera, na zona sul da capital paulista. O espaço deverá ser equipado com leitos aptos a receber casos suspeitos ou confirmados do novo coronavírus. A quarentena em todo o Estado foi prorrogada até 22 de abril.

Segundo o governo, hospitais estaduais, municipais e filantrópicos ampliaram em 1.524 o número de leitos de UTI para casos relacionados à covid-19. No caso do Ibirapuera, a gestão João Doria (PSDB) deve divulgar na terça-feira, 7, os detalhes do projeto, como número de leitos e data de abertura. O complexo tem 100 mil metros quadrados e inclui estádio de futebol, ginásio poliesportivo, quadras e outros equipamentos.

Também nesta segunda, o Hospital Municipal de Campanha (HM Camp) do Pacaembu começou a receber pacientes no Estádio do Pacaembu, na zona oeste da cidade. Segundo a Prefeitura de São Paulo, os 200 leitos são destinados exclusivamente a pacientes de baixa e média complexidade encaminhados por equipamentos de saúde da capital, como hospitais, pronto-socorros e UBSs.

O hospital tem 6,3 mil metros quadrados, com 10 enfermarias. Os leitos são divididos em alas separadas por gênero, feminino e masculino, integradas a uma rede de distribuição de oxigênio. Do total, 10 leitos estão preparados para receber pacientes que tenham quadro agravado. Há, ainda, uma enfermaria, 30 banheiros completos (com chuveiros) e refeitório com capacidade para servir 350 refeições.

Além disso, a gestão Bruno Covas (PSDB) pretende entregar 887 leitos no hospital de campanha erguido no Complexo do Anhembi ainda nesta semana. Em uma segunda fase, também em abril, o espaço estará com 1,8 mil leitos disponíveis.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;