Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 25 de Maio

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Nacional

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Prefeitura do Rio fecha bares e em um deles acontecia uma festa com 60 pessoas



05/04/2020 | 13:28


A prefeitura do Rio fechou, na madrugada deste domingo, 5, três bares que funcionavam sem autorização em Curicica, na Zona Oeste da cidade. Um deles, promovia em seu interior e na via pública, evento com música que reunia cerca de 60 pessoas no momento da chegada das equipes.

Além de desrespeitar o fechamento obrigatório de comércios não essenciais, os estabelecimentos não possuíam alvará de funcionamento da Fazenda municipal.

"A prefeitura, por meio do Disk Aglomeração e diversas outras frentes, está atenta e fiscalizando 24 horas por dia. O que está em jogo aqui é a preservação a vida", afirmou o secretário municipal de Ordem Pública, Gutemberg Fonseca, de acordo com nota enviada pela assessoria de imprensa.

Apenas nas ações da secretaria, foram fechados 1 mil estabelecimentos não essenciais na cidade até a última sexta-feira, 3, além dos três de Curicica, fechados neste domingo.

A suspensão do comércio é por tempo indeterminado. São exceções, porém, supermercados e hortifrutis, padarias, sem consumo local, pet shops, lojas de materiais de construção e postos de combustíveis.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Prefeitura do Rio fecha bares e em um deles acontecia uma festa com 60 pessoas


05/04/2020 | 13:28


A prefeitura do Rio fechou, na madrugada deste domingo, 5, três bares que funcionavam sem autorização em Curicica, na Zona Oeste da cidade. Um deles, promovia em seu interior e na via pública, evento com música que reunia cerca de 60 pessoas no momento da chegada das equipes.

Além de desrespeitar o fechamento obrigatório de comércios não essenciais, os estabelecimentos não possuíam alvará de funcionamento da Fazenda municipal.

"A prefeitura, por meio do Disk Aglomeração e diversas outras frentes, está atenta e fiscalizando 24 horas por dia. O que está em jogo aqui é a preservação a vida", afirmou o secretário municipal de Ordem Pública, Gutemberg Fonseca, de acordo com nota enviada pela assessoria de imprensa.

Apenas nas ações da secretaria, foram fechados 1 mil estabelecimentos não essenciais na cidade até a última sexta-feira, 3, além dos três de Curicica, fechados neste domingo.

A suspensão do comércio é por tempo indeterminado. São exceções, porém, supermercados e hortifrutis, padarias, sem consumo local, pet shops, lojas de materiais de construção e postos de combustíveis.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;