Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 23 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Nacional

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Procurador é assassinado ao reagir a assalto em SP


Do Diário OnLine

25/01/2003 | 16:09


O procurador de Justiça Luís Felippe França Ramos, 48 anos, foi assassinado na noite de sexta-feira após reagir a um assalto em Cubatão, no litoral Sul de São Paulo. Ramos era membro da 1ª Procuradoria de Justiça do Ministério Público de São Paulo.

Segundo a polícia, o procurador seguia pela rodovia Padre Manoel da Nóbrega quando, na altura do quilômetro 274, teve os pneus dianteiro e traseiro de seu Corsa Wagon furados.

Um outro veículo, que trafegava na frente do procurador, também teve o pneu furado. Ambos os veículos estacionaram no acostamento, mas foram surpreendidos por sete homens armados, que saíram de um matagal.

Ao ser abordado por um dos assaltantes, o procurador correu para dentro de seu carro e acabou sendo baleado na nuca. Ele chegou a ser socorrido, mas não resistiu aos ferimentos.

O grupo fugiu com os pertences pessoais de Ramos e das outras vítimas. Dois suspeitos foram presos durante a madrugada. A polícia continua à procura do grupo.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Procurador é assassinado ao reagir a assalto em SP

Do Diário OnLine

25/01/2003 | 16:09


O procurador de Justiça Luís Felippe França Ramos, 48 anos, foi assassinado na noite de sexta-feira após reagir a um assalto em Cubatão, no litoral Sul de São Paulo. Ramos era membro da 1ª Procuradoria de Justiça do Ministério Público de São Paulo.

Segundo a polícia, o procurador seguia pela rodovia Padre Manoel da Nóbrega quando, na altura do quilômetro 274, teve os pneus dianteiro e traseiro de seu Corsa Wagon furados.

Um outro veículo, que trafegava na frente do procurador, também teve o pneu furado. Ambos os veículos estacionaram no acostamento, mas foram surpreendidos por sete homens armados, que saíram de um matagal.

Ao ser abordado por um dos assaltantes, o procurador correu para dentro de seu carro e acabou sendo baleado na nuca. Ele chegou a ser socorrido, mas não resistiu aos ferimentos.

O grupo fugiu com os pertences pessoais de Ramos e das outras vítimas. Dois suspeitos foram presos durante a madrugada. A polícia continua à procura do grupo.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;