Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 1 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

China volta a ocupar lugar de destaque entre fornecedores de máquinas, diz Abimaq



31/03/2020 | 14:31


A China voltou a ocupar o primeiro lugar no ranking dos países fornecedores de máquinas e equipamentos ao Brasil, de acordo com a Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (Abimaq). "Voltou a ocupar lugar de destaque a China cujas entregas ainda não foram impactadas negativamente pelas severas restrições impostas pelo seu Governo em razão da epidemia do coronavírus", diz a associação.

A Alemanha registrou forte crescimento nas vendas por conta de um projeto em infraestrutura.

Já os Estados Unidos, mercado que tradicionalmente se destaca como a principal origem de maquinas importadas, mesmo com a ampliação das vendas de máquinas rodoviárias e agrícolas, perdeu sua importância no mercado local.

Exportação de componentes

Em fevereiro de 2020, a melhora das exportações foi observada de forma mais intensa em dois setores fabricantes de máquinas e equipamentos. No setor de componentes para indústria de bens de capital o crescimento do volume exportado foi de 130%.

No setor de máquinas para infraestrutura e indústria de base, foi registrada uma expansão de 52% nos embarques.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

China volta a ocupar lugar de destaque entre fornecedores de máquinas, diz Abimaq


31/03/2020 | 14:31


A China voltou a ocupar o primeiro lugar no ranking dos países fornecedores de máquinas e equipamentos ao Brasil, de acordo com a Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (Abimaq). "Voltou a ocupar lugar de destaque a China cujas entregas ainda não foram impactadas negativamente pelas severas restrições impostas pelo seu Governo em razão da epidemia do coronavírus", diz a associação.

A Alemanha registrou forte crescimento nas vendas por conta de um projeto em infraestrutura.

Já os Estados Unidos, mercado que tradicionalmente se destaca como a principal origem de maquinas importadas, mesmo com a ampliação das vendas de máquinas rodoviárias e agrícolas, perdeu sua importância no mercado local.

Exportação de componentes

Em fevereiro de 2020, a melhora das exportações foi observada de forma mais intensa em dois setores fabricantes de máquinas e equipamentos. No setor de componentes para indústria de bens de capital o crescimento do volume exportado foi de 130%.

No setor de máquinas para infraestrutura e indústria de base, foi registrada uma expansão de 52% nos embarques.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;