Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 11 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

TJ-SP libera precatórios de Mauá


Cynthia Tavares
Especial para o Diário

28/07/2011 | 07:25


O TJ-SP(Tribunal de Justiça de São Paulo) liberou lista com 195 precatórios (dívidas judiciais) de Mauá. As pendências são de desapropriação e outras espécies. O pagamento deve começar neste semestre. O município é o segundo do Grande ABC que começará a resolver problemas com seus credores.

O valor total da dívida municipal gira em torno de R$ 232 milhões. Os processos autorizados pela Justiça serão acertados pela ordem cronológica. A dívida mais antiga é de 1985.

Com isso, Mauá dá importante passo na situação dos precatórios, que sempre foram problema para as cidades brasileiras. "É a possibilidade de os municípios mais endividados, como é nosso caso, de pagar esse montante. Sou otimista quanto aos acertos com credores", afirmou a secretária de Assuntos Jurídicos de Mauá, Ana Paula Ribeiro Barbosa. O município também se livra do risco de sofrer sequestro de receita.

O pagamento só começou a ser feito graças a aprovação da Emenda Constitucional 62/2009. O texto dá ao Poder Público direito de depositar mensalmente em conta judicial percentual da receita líquida suficiente para quitar a dívida em 15 anos. No ano passado, O TJ pediu para que o percentual fosse aumentado, de acordo com a condição de cada cidade. No caso de Mauá, a conta judicial do tribunal recebe mensalmente 2,45%. O montante disponível até junho deste ano era de R$ 14 milhões, o que representa 6% da dívida total.

"Cabe a nós repassar as informações dos credores e depositar o dinheiro. Estamos em contato com o Departamento dos Precatórios para saber quando o pagamento será realizado, pois isso depende deles", declarou Ana Paula. O TJ informou, por nota, que o pagamento será feito somente após autorização do setor de gestão.

Os precatórios alimentares e trabalhistas ainda aguardam definição do tribunal e não há prazo para que essas dívidas sejam solucionadas.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

TJ-SP libera precatórios de Mauá

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, acesse com:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;