Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 3 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

economia@dgabc.com.br | 4435-8057

Lucro nas aplicações será afetado por Páscoa e Copom


Fernando Bortolin
Do Diário do Grande ABC

06/04/2006 | 08:48


O menor número de dias úteis em abril por força dos feriados de Páscoa e Tiradentes – 18 úteis ante 23 em março – e a expectativa de corte na taxa de juros pelo Copom (Comitê de Política Monetária do Banco Central), que se reúne nos dias 18 e 19 deste mês, são dois fatores que vão reduzir a projeção ‘nominal’ das aplicações financeiras.

Por exemplo, os fundos referenciados DI (que aplicam o dinheiro dos investidores em CDB, CDI e títulos do Tesouro Nacional), que nos últimos dias de março estavam rendendo, em média, 0,07% ao dia, contabilizaram um rendimento bruto nominal de 1,34% até 30 de março.

Projetando esse desempenho ‘diário’ pelos 18 dias úteis de abril, a expectativa de ganho nominal cai para 1,27%. Esse fundo, além dos renda fixa tradicionais e dos renda fixa crédito (que aplicam o dinheiro em CDB, CDI, títulos de Tesouro e derivativos no mercado futuro) seriam os de maior potencial de lucros neste mês.

Na linha contrária, os renda fixa multi-índices (iguais aos renda fixa crédito, mas não aplicam em ativos pós-fixados – IGP-M), multimercados sem renda variável (aplicam em renda fixa e dólar, menos ações), previdência DI (igual aos referenciados DI) e previdência multimercado sem renda variável (igual aos multimercados sem renda variável) seriam os de menor potencial de ganhos, com 0,9% de rendimento nominal no mês.

Vale lembrar que essas são apenas projeções baseadas no comportamento diário desses fundos observado em março e prospectado para abril. Os cálculos não levam em conta a ação e forma de administração de cada gestor de fundos de investimento (cada um tem uma estratégia para aplicar o dinheiro dos clientes), sem contar que o portfólio de cada fundo tem uma curva de resposta diferenciada em relação a momentos como esse, de corte da taxa básica de juros, a Selic, por exemplo.

Mas todos os fundos analisados garantirão ganho real versus a inflação, que tende a oscilar entre 0,25% e 0,45% neste mês.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;