Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 1 de Abril

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Guardiola dá nó tático em Zidane e Manchester City derrota Real Madrid de virada



26/02/2020 | 19:11


Com uma atuação decisiva do técnico Pep Guardiola, o Manchester City derrotou o Real Madrid, por 2 a 1, nesta quarta-feira, no jogo de ida das oitavas de final da Liga dos Campeões, no Estádio Santiago Bernabéu, em Madri.

Com este resultado, a equipe inglesa poderá empatar, em Manchester, dia 17 de março, para garantir um lugar nas quartas de final da principal competição de clubes da Europa.

O técnico Pepe Guardiola optou por um time mais de toque de bola e de maior marcação, deixando Sterling, Aguero e David Silva no banco de reservas. A estratégia deu certo e o time inglês conseguiu dividir a posse de bola com o Real.

As equipes tiveram boas oportunidades para conseguirem o gol. O City, com o cerebral De Bruyne, esteve perto de abrir o placar, mas Courtois fez bela defesa em finalização de Gabriel Jesus, aos 20 minutos. Aos 27, foi a vez da estrela belga, mas o chute saiu errado.

O Real respondeu na parte final da primeira etapa. Aos 30 minutos, Benzema cabeceou bem, no chão, mas Ederson fez grande defesa e Rodrygo falhou no rebote. No último lance dos primeiros 45 minutos, Casemiro evitou em cima da linha o gol inglês.

O City voltou melhor no segundo tempo e chegou a encurralar o Real em seu campo, ao aumentar a pressão na marcação. Mais uma vez, De Bruyne armou bem para a finalização de Mahrez, mas o atacante tentou colocar e errou por pouco.

Em um jogo tão equilibrado, um erro pode ser fatal. Aos 15 minutos, a zaga inglesa bobeou, Vinícius Jr. roubou a bola e fez bela assistência para Isco, que só teve o trabalho de desviar de Ederson.

Mesmo fora de casa e atrás no placar, o City não alterou sua forme de jogar. Guardiola tirou Bernardo Silva para a entrada de Sterling, aos 28 minutos. Cinco minutos depois, em mais uma jogada De Bruyne, Gabriel Jesus subiu atrás de Sérgio Ramos e empatou, de cabeça: 1 a 1.

Mais cinco minutos, o veloz Sterling disparou pela esquerda e foi derrubado por Carvajal. Pênalti muito cobrado por De Bruyne: 2 a 1.

Nocauteado, o Real ficou desmantelado em campo e ainda viu seu capitão, Sergio Ramos, ser expulso após falta em Gabriel Jesus.

Nos últimos minutos, o City esteve mais perto do terceiro gol que o Real do empate. Resultado justo para os ingleses, que conseguiram manter o equilíbrio em campo.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Guardiola dá nó tático em Zidane e Manchester City derrota Real Madrid de virada


26/02/2020 | 19:11


Com uma atuação decisiva do técnico Pep Guardiola, o Manchester City derrotou o Real Madrid, por 2 a 1, nesta quarta-feira, no jogo de ida das oitavas de final da Liga dos Campeões, no Estádio Santiago Bernabéu, em Madri.

Com este resultado, a equipe inglesa poderá empatar, em Manchester, dia 17 de março, para garantir um lugar nas quartas de final da principal competição de clubes da Europa.

O técnico Pepe Guardiola optou por um time mais de toque de bola e de maior marcação, deixando Sterling, Aguero e David Silva no banco de reservas. A estratégia deu certo e o time inglês conseguiu dividir a posse de bola com o Real.

As equipes tiveram boas oportunidades para conseguirem o gol. O City, com o cerebral De Bruyne, esteve perto de abrir o placar, mas Courtois fez bela defesa em finalização de Gabriel Jesus, aos 20 minutos. Aos 27, foi a vez da estrela belga, mas o chute saiu errado.

O Real respondeu na parte final da primeira etapa. Aos 30 minutos, Benzema cabeceou bem, no chão, mas Ederson fez grande defesa e Rodrygo falhou no rebote. No último lance dos primeiros 45 minutos, Casemiro evitou em cima da linha o gol inglês.

O City voltou melhor no segundo tempo e chegou a encurralar o Real em seu campo, ao aumentar a pressão na marcação. Mais uma vez, De Bruyne armou bem para a finalização de Mahrez, mas o atacante tentou colocar e errou por pouco.

Em um jogo tão equilibrado, um erro pode ser fatal. Aos 15 minutos, a zaga inglesa bobeou, Vinícius Jr. roubou a bola e fez bela assistência para Isco, que só teve o trabalho de desviar de Ederson.

Mesmo fora de casa e atrás no placar, o City não alterou sua forme de jogar. Guardiola tirou Bernardo Silva para a entrada de Sterling, aos 28 minutos. Cinco minutos depois, em mais uma jogada De Bruyne, Gabriel Jesus subiu atrás de Sérgio Ramos e empatou, de cabeça: 1 a 1.

Mais cinco minutos, o veloz Sterling disparou pela esquerda e foi derrubado por Carvajal. Pênalti muito cobrado por De Bruyne: 2 a 1.

Nocauteado, o Real ficou desmantelado em campo e ainda viu seu capitão, Sergio Ramos, ser expulso após falta em Gabriel Jesus.

Nos últimos minutos, o City esteve mais perto do terceiro gol que o Real do empate. Resultado justo para os ingleses, que conseguiram manter o equilíbrio em campo.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;