Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 3 de Abril

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Nacional

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Ministros Mandetta e Guedes recomendam turismo no Brasil para evitar coronavírus



26/02/2020 | 18:02


O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta (DEM), recomendou nesta quarta-feira, 26, que brasileiros façam turismo pelo Brasil em vez de viagens internacionais para evitar contaminação por novo coronavírus. No dia 12, o ministro da Economia, Paulo Guedes, deu a mesma orientação por causa da alta do dólar, e causou polêmica ao citar que "empregadas estavam indo para a Disney".

Mandetta afirmou que é preciso "bom senso" e sugeriu evitar viagens a países com transmissão interna da doença, ainda que não seja uma recomendação oficial do governo. A fala foi feita em entrevista à imprensa em que confirmou o primeiro caso de novo coronavírus no Brasil.

"Se você não tem por que ir para a Lombardia (região da Itália em que houve casos confirmados), por que ir para a Lombardia? Vou lá para olhar? Vou passear? Aí prefiro passear no Hemisfério Sul", disse Mandetta.

Na entrevista, Mandetta ainda citou alguns dos destinos que haviam sido recomendados por Guedes em fala sobre a taxa de câmbio, como Foz do Iguaçu (PR) e Cachoeira do Itapemirim (ES), cidade natal do cantor . "Mais uma razão para fazer turismo interno no Brasil. Se for para negócios, faça o uso de toda a tecnologia", disse Mandetta.

O Ministério da Saúde confirmou na manhã desta Quarta-feira o primeiro caso de coronavírus no Brasil, como havia sido antecipado na terça, mas informou que as medidas adotadas de vigilância e controle devem continuar as mesmas que já vinham sendo adotadas, uma vez que o País já havia decretado estado de emergência em saúde pública de interesse nacional. Há outros 20 casos suspeitos no País.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Ministros Mandetta e Guedes recomendam turismo no Brasil para evitar coronavírus


26/02/2020 | 18:02


O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta (DEM), recomendou nesta quarta-feira, 26, que brasileiros façam turismo pelo Brasil em vez de viagens internacionais para evitar contaminação por novo coronavírus. No dia 12, o ministro da Economia, Paulo Guedes, deu a mesma orientação por causa da alta do dólar, e causou polêmica ao citar que "empregadas estavam indo para a Disney".

Mandetta afirmou que é preciso "bom senso" e sugeriu evitar viagens a países com transmissão interna da doença, ainda que não seja uma recomendação oficial do governo. A fala foi feita em entrevista à imprensa em que confirmou o primeiro caso de novo coronavírus no Brasil.

"Se você não tem por que ir para a Lombardia (região da Itália em que houve casos confirmados), por que ir para a Lombardia? Vou lá para olhar? Vou passear? Aí prefiro passear no Hemisfério Sul", disse Mandetta.

Na entrevista, Mandetta ainda citou alguns dos destinos que haviam sido recomendados por Guedes em fala sobre a taxa de câmbio, como Foz do Iguaçu (PR) e Cachoeira do Itapemirim (ES), cidade natal do cantor . "Mais uma razão para fazer turismo interno no Brasil. Se for para negócios, faça o uso de toda a tecnologia", disse Mandetta.

O Ministério da Saúde confirmou na manhã desta Quarta-feira o primeiro caso de coronavírus no Brasil, como havia sido antecipado na terça, mas informou que as medidas adotadas de vigilância e controle devem continuar as mesmas que já vinham sendo adotadas, uma vez que o País já havia decretado estado de emergência em saúde pública de interesse nacional. Há outros 20 casos suspeitos no País.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;