Fechar
Publicidade

Sábado, 4 de Abril

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Irã tem a menor participação de eleitores em eleição parlamentar desde 1979



23/02/2020 | 11:38


O Ministério do Interior do Irã anunciou uma participação de 42,57% dos eleitores na recente eleição parlamentar, com o número ficando abaixo de 50% pela primeira vez desde a Revolução Islâmica de 1979.

Os radicais iranianos conquistaram todos os 30 assentos parlamentares na capital, Teerã, informou a TV estatal neste domingo. A TV estatal também disse que o ex-prefeito de Teerã Mohammad Bagher Qalibaf, um dos principais candidatos ao cargo de orador parlamentar, foi o principal vencedor na capital, com mais de 1,2 milhão de votos.

Os eleitores tinham opções limitadas na votação de sexta-feira, já que mais de 7.000 candidatos foram desqualificados, a maioria reformistas e moderados. Entre os desqualificados eram 90 membros do Parlamento do Irã, com 290 lugares, que queriam concorrer à reeleição.

As autoridades ainda não divulgaram números sobre o comparecimento às urnas, o que é

amplamente visto como uma medida de como os iranianos veem o país. Autoridades iranianas costumam divulgar números de participação dias depois das eleições.

Uma baixa participação poderia sinalizar insatisfação generalizada com as autoridades do Irã, governantes e o sistema que presidem.

O líder supremo do Irã acusou neste domingo de "propaganda" inimiga de tentar dissuadir as pessoas de votar ampliando a ameaça do coronavírus.

Fonte: Associated Press



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Irã tem a menor participação de eleitores em eleição parlamentar desde 1979


23/02/2020 | 11:38


O Ministério do Interior do Irã anunciou uma participação de 42,57% dos eleitores na recente eleição parlamentar, com o número ficando abaixo de 50% pela primeira vez desde a Revolução Islâmica de 1979.

Os radicais iranianos conquistaram todos os 30 assentos parlamentares na capital, Teerã, informou a TV estatal neste domingo. A TV estatal também disse que o ex-prefeito de Teerã Mohammad Bagher Qalibaf, um dos principais candidatos ao cargo de orador parlamentar, foi o principal vencedor na capital, com mais de 1,2 milhão de votos.

Os eleitores tinham opções limitadas na votação de sexta-feira, já que mais de 7.000 candidatos foram desqualificados, a maioria reformistas e moderados. Entre os desqualificados eram 90 membros do Parlamento do Irã, com 290 lugares, que queriam concorrer à reeleição.

As autoridades ainda não divulgaram números sobre o comparecimento às urnas, o que é

amplamente visto como uma medida de como os iranianos veem o país. Autoridades iranianas costumam divulgar números de participação dias depois das eleições.

Uma baixa participação poderia sinalizar insatisfação generalizada com as autoridades do Irã, governantes e o sistema que presidem.

O líder supremo do Irã acusou neste domingo de "propaganda" inimiga de tentar dissuadir as pessoas de votar ampliando a ameaça do coronavírus.

Fonte: Associated Press

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;