Fechar
Publicidade

Domingo, 17 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

5% de mortes em países pobres são causadas por poluição caseira


Da AFP

30/04/2007 | 16:58


Quase 5% das mortes e doenças são causadas pela poluição caseira do ar em 21 países, a maioria africanos, e poderiam ser facilmente evitadas com a troca de combustíveis, informou nesta segunda-feira a OMS (Organização Mundial da Saúde).

Os riscos de morte poderiam ser eliminados e 1,5 milhão de vidas, salvas, se as pessoas nos países mais pobres do mundo fossem capazes de abrir mão dos combustíveis sólidos, acrescentou a organização em um comunicado.

A dependência em combustíveis sólidos e a poluição interna do ar estão entre as 10 mais importantes ameaças à saúde pública, causando pneumonia e doenças respiratórias incapacitantes.

Cerca de três bilhões de pessoas dependem de madeira, esterco, resíduos de colheitas e carvão para cozinhar e se aquecer. "A prevenção potencial é enorme", disse a diretora-geral-assistente da OMS, Susanne Weber-Mosdorf.

"As soluções estão disponíveis e é nossa responsabilidade internacional promover a saúde e o bem-estar dos afetados, cuja maioria é de mulheres e crianças", acrescentou.

A OMS defende a adoção de combustíveis mais limpos e eficientes, como o biogás, o GLP (gás liquefeito de petróleo) e o querosene, bem como o uso de fogões mais modernos e exaustores para impedir a poluição do ambiente doméstico.

Os dados foram divulgados enquanto ministros se reúnem na Comissão das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável, em Nova York, para decidir medidas contra a poluição do ar doméstico.

Os 21 países mais afetados do mundo pelo problema incluem 19 nações da África subsaariana, bem como Paquistão e Afeganistão. No ano passado, a OMS calculou que entre os mortos do chamado "assassino da cozinha" estavam 800 mil crianças e 500 mil mulheres.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;