Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 24 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Segundo Doria, Caoa desiste da compra da fábrica da Ford em São Bernardo

Nario Barbosa/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Expectativa era de que o grupo assumisse a operação de caminhões e 850 ex-funcionários da Ford


Yara Ferraz
Do Diário do Grande ABC

13/01/2020 | 17:08


O governador de São Paulo João Doria (PSDB) afirmou hoje, em evento na Capital, que a Caoa desistiu definitivamente da compra da fábrica da Ford, em São Bernardo. A unidade produtiva da montadora norte-americana localizada no bairro Taboão encerrou as atividades em outubro de 2019. Após o anúncio do grupo brasileiro como interessado nas negociações em setembro, pelo próprio Governo do Estado, a expectativa era de que o grupo assumisse a operação de caminhões e 850 ex-funcionários da Ford.

"A Caoa não foi possível viabilizar neste caso, mas a empresa deve anunciar em 2020 um novo e forte investimento com um grupo chinês aqui em São Paulo", afirmou o governador em entrevista coletiva concedida a jornalistas. Segundo ele, as negociações acabaram não se consolidando porque um grupo chinês, que fará o investimento com a Caoa, queria "uma fábrica maior para a produção automobilística".

Apesar da declaração, Doria afirmou que não desistiu da situação da unidade de São Bernardo e que as negociações para a venda continuam com duas empresas chinesas. Não foram reveladas mais informações sobre o nome das interessadas.

A Caoa confirmou que neste momento não deve continuar a viabilizar as negociações para compra da fábrica da Ford. A Ford também confirmou que as negociações não progrediram. "No entanto, há potenciais compradores interessados e engajados em conversações com a Ford em relação às instalações de São Bernardo. A Ford reitera que continua fazendo todos os esforços cabíveis para alcançar um resultado positivo", afirmou em nota. O SMABC (Sindicato do Metalúrgicos do ABC) solicitou uma reunião com a empresa ainda nesta semana para falar sobre as negociações. O Diário também questionou a Prefeitura de São Bernardo sobre o assunto, mas ainda não obteve retorno.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Segundo Doria, Caoa desiste da compra da fábrica da Ford em São Bernardo

Expectativa era de que o grupo assumisse a operação de caminhões e 850 ex-funcionários da Ford

Yara Ferraz
Do Diário do Grande ABC

13/01/2020 | 17:08


O governador de São Paulo João Doria (PSDB) afirmou hoje, em evento na Capital, que a Caoa desistiu definitivamente da compra da fábrica da Ford, em São Bernardo. A unidade produtiva da montadora norte-americana localizada no bairro Taboão encerrou as atividades em outubro de 2019. Após o anúncio do grupo brasileiro como interessado nas negociações em setembro, pelo próprio Governo do Estado, a expectativa era de que o grupo assumisse a operação de caminhões e 850 ex-funcionários da Ford.

"A Caoa não foi possível viabilizar neste caso, mas a empresa deve anunciar em 2020 um novo e forte investimento com um grupo chinês aqui em São Paulo", afirmou o governador em entrevista coletiva concedida a jornalistas. Segundo ele, as negociações acabaram não se consolidando porque um grupo chinês, que fará o investimento com a Caoa, queria "uma fábrica maior para a produção automobilística".

Apesar da declaração, Doria afirmou que não desistiu da situação da unidade de São Bernardo e que as negociações para a venda continuam com duas empresas chinesas. Não foram reveladas mais informações sobre o nome das interessadas.

A Caoa confirmou que neste momento não deve continuar a viabilizar as negociações para compra da fábrica da Ford. A Ford também confirmou que as negociações não progrediram. "No entanto, há potenciais compradores interessados e engajados em conversações com a Ford em relação às instalações de São Bernardo. A Ford reitera que continua fazendo todos os esforços cabíveis para alcançar um resultado positivo", afirmou em nota. O SMABC (Sindicato do Metalúrgicos do ABC) solicitou uma reunião com a empresa ainda nesta semana para falar sobre as negociações. O Diário também questionou a Prefeitura de São Bernardo sobre o assunto, mas ainda não obteve retorno.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;