Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 20 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

economia@dgabc.com.br | 4435-8057

Bom momento para comprar ações da Vale do Rio Doce


Letícia Casado
Do Diário do Grande ABC

16/04/2007 | 07:06


A Planner Corretora de Valores S.A. divulgou na última sexta-feira uma análise sobre as ações da CVRD (Companhia Vale do Rio Doce). A corretora recomenda a compra dos papéis da empresa.

Segundo os analistas, “em virtude das boas perspectivas no curto e médio prazos, tanto em termos de volume quanto em preços, para os principais produtos da CVRD, acreditamos que a empresa deva manter a trajetória de crescimento das receitas e do lucro líquido. Portanto, elevamos o preço alvo das ações da CVRD de R$ 71,50 para R$ 90,98, e manteremos nossa recomendação de compra.”

Ou seja, as ações da Vale estão bem abaixo do preço efetivo. Na última sexta-feira, por exemplo, o papel Vale5 fechou cotado na Bovespa a R$ 69,60. A ação subiu 0,27% em relação ao pregão de quinta-feira com 3.826 transações – perdeu apenas para a blue chip Petrobras.

PERSPECTIVAS
As boas perspectivas para os papéis da Vale do Rio Doce se justificam, destaca a Planner. A China – maior compradora de minério de ferro do mundo – deve elevar a demanda pelo produto, apesar de a concentração das exportações para aquele mercado ser motivo de preocupações dos executivos da CVRD, segundo fontes do mercado. Se os chineses resolverem reduzir o volume, o impacto será bem forte para a Vale. As importações chinesas aumentaram 23% no primeiro trimestre do ano, em relação ao mesmo período de 2006, atingindo 100 milhões de toneladas de minério de ferro.

E mesmo a valorização do real diante do dólar não causa grandes prejuízos para as exportações da Vale: os contratos de fornecimento de minério de ferro tiveram reajuste de 9,5%. Mas “a eventual continuidade” do processo de desvalorização do dólar, segundo a Planner, é uma das ameaças que podem impactar negativamente o faturamento decorrente das exportações da CVRD.

Por isso, aumentar o preço do produto foi a saída encontrada para evitar perdas. A Planner acredita que ainda há espaço “para uma elevação de, aproximadamente, 5% nos preços para 2008”. A estimativa da corretora é que a empresa aumente em 10% o volume total de vendas de minério de ferro em 2007.

A aquisição da mineradora canadense INCO, no ano passado, tornou a Companhia Vale do Rio Doce a segunda maior empresa mineradora do mundo em valor de mercado.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;