Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 28 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Nacional

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Professores da USP entram em greve nesta segunda


Do Diário OnLine

11/08/2003 | 10:05


Como forma de protestar contra a reforma da Previdência, aprovada em primeira votação na Câmara dos Deputados na semana passada, os professores de todas as unidades da Universidade de São Paulo (USP) entram em greve a partir desta segunda-feira, por tempo indeterminado.

A paralisação foi votada e aprovada na última quinta, em assembléia geral, e sua continuidade será discutida à tarde, em uma nova assembléia. Apesar disso, os professores já agendaram datas para alguns protestos. Na sexta-feira, por exemplo, eles organizam uma passeata na Avenida Paulista.

Além da reforma, a greve também é uma forma de protesto, segundo a Associação dos Docentes da USP (Adusp), contra o desconto salarial adicional de 5% que os servidores públicos do Estado de São Paulo terão de pagar a partir de setembro. A medida foi aprovada pela Assembléia Legislativa e tem como objetivo ajudar no custeio das aposentadorias.

Assim, os funcionários da USP se juntam aos professores da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), que estão em greve desde quarta-feira passada – 70% do corpo docente aderiu à paralisação – por conta do mesmo motivo. Uma assembléia será feita na terça-feira para decidir se a ação será suspensa.

O mesmo ocorre em alguns campus da Universidade do Estado de São Paulo (Unesp), segundo a Adusp. A Associação dos Docentes da Unesp (Adunesp), por sua vez, confirmou que os professores devem fazer assembléias nesta segunda-feira. Já a assessoria de imprensa da universidade informou que, por enquanto, não há nenhuma unidade em greve.

De acordo com o Sindicato Nacional dos Docentes das lnstituições de Ensino Superior (Andes), pelo menos outras 36 universidades estão paralisadas pelo país.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;