Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 15 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Correntistas da Caixa enfrentam problemas para sacar o FGTS

DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Erros no sistema ou inconsistência de dados podem frear retirada


Soraia Abreu Pedrozo
Do Diário do Grande ABC

19/10/2019 | 07:23


Ontem foi o primeiro dia do saque do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço), limitado ao valor de R$ 500 por conta, ativa ou inativa, conforme cronograma que segue o aniversário do trabalhador. Segundo a Caixa, pode retirar a verba nesta etapa quem abriu conta no banco depois de 24 de julho e, portanto, não entrou no primeiro lote, dividido em três datas, e quem não é correntista. No entanto, muita gente que tinha esse direito – caso dos que fazem aniversário em janeiro – não conseguiu acessar os recursos ontem.

Foi o que houve com o motorista Fernando Resende, 46 anos, morador de Mauá. Ele se tornou correntista da Caixa há pouco mais de um mês e, assim que soube da possibilidade de realizar o saque, acessou o link fgts.caixa.gov.br para sinalizar que gostaria de receber o crédito em conta. Feito isso, o recado que constava era o de que o dinheiro seria disponibilizado em 27 de setembro, quando ele receberia se tivesse aberto a conta antes de 24 de julho. O sistema, porém, não reconhecia essa diferença. Passada a data, quando viu que o dinheiro não caiu, ele começou a visualizar no aplicativo da Caixa que sua liberação estava em processamento e, no do FGTS, que a data prevista era em 18 de outubro, justamente quando os nascidos em janeiro poderiam acessar o montante disponível.

“Ontem (quinta) fui primeiro em uma casa lotérica, onde me foi emitido um papel dizendo que o pagamento não foi efetuado porque não existia pagamento liberado. Então fui procurar uma agência bancária, onde, no caixa eletrônico, obtive comprovante com a mesma mensagem. Só depois liguei para a gerente da minha agência, em Santo André, já que estava tentando sacar o dinheiro em Mauá, perto da minha casa, para ver o que ocorreu, e ela me pediu para ir até lá amanhã (hoje), pois eu tinha que ir para o trabalho, mas até agora não sei o que aconteceu”, lamentou Resende.

O que o deixou mais preocupado foi o fato de ele estar contando com o dinheiro disponível para fazer a matrícula da filha de 11 anos na escola, uma vez que ela fez um teste e conseguiu uma bolsa com 40% de desconto caso efetuasse o pagamento até ontem. “Depois que sair do banco vou procurar a escola para ver se eles me ajudam e seguram um pouco o valor do desconto. A diferença é muito grande, de mais de R$ 300. Eu não podia perder essa chance”, contou.

Outros problemas ocorridos foram, por exemplo, o de quem tinha a mensagem de que receberia ontem também mas, no caixa eletrônico, havia um recado dizendo que o valor já tinha sido pago, sendo que o dinheiro não tinha saído do saldo do FGTS. Ou de quem não conseguiu sacar por inconsistência de dados, como a falta de documento com nome de casado, enquanto que na conta constava o de solteiro. Ainda, é possível que tenha havido erro no Cartão do Cidadão, usado em casa lotérica para o saque, ou resposta errada na hora de comprovar que é a pessoa, a fim de evitar fraude. Por exemplo, pode ser perguntado em qual empresa trabalhou em 2003. Caso não saiba a resposta, ele trava a retirada.

Segundo a Caixa, os entraves aconteceram por erro no sistema ou inconsistência de dados, e assim que o trabalhador buscar uma agência e for identificado e solucionado o problema, é feita liberação manual de pagamento, que ocorrerá em cinco dias úteis. “Esclarecemos que, no caso de dificuldade de realização do saque nas lotéricas, autoatendimento ou em caso de divergências de informações no FGTS, o trabalhador deverá procurar uma das agências da Caixa com os documentos pessoais RG/CPF e carteira de trabalho. O trabalhador tem até o dia 31 de março de 2020 para comparecer em uma de nossas agências, mas recomendamos que não deixe para a última hora. Quem não realizar o saque até o fim do calendário terá o valor recomposto em sua conta do FGTS”, justifica o banco, em nota.

Quem aniversaria em fevereiro, pode sacar no dia 25. Esse cronograma vai até 6 de março, para quem aniversaria em dezembro.

HORÁRIO EXTRA

Algumas agências irão abrir hoje, das 9h às 15h, para atender os trabalhadores beneficiados e sanar dúvidas. Na segunda e na terça, haverá horário estendido de atendimento, das 8h às 16h. Para saber quais unidades irão operar nesse esquema, basta acessar http://www.caixa.gov.br/beneficios-trabalhador/fgts/saque-FGTS/horario-estendido/Paginas/default.aspx.
 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Correntistas da Caixa enfrentam problemas para sacar o FGTS

Erros no sistema ou inconsistência de dados podem frear retirada

Soraia Abreu Pedrozo
Do Diário do Grande ABC

19/10/2019 | 07:23


Ontem foi o primeiro dia do saque do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço), limitado ao valor de R$ 500 por conta, ativa ou inativa, conforme cronograma que segue o aniversário do trabalhador. Segundo a Caixa, pode retirar a verba nesta etapa quem abriu conta no banco depois de 24 de julho e, portanto, não entrou no primeiro lote, dividido em três datas, e quem não é correntista. No entanto, muita gente que tinha esse direito – caso dos que fazem aniversário em janeiro – não conseguiu acessar os recursos ontem.

Foi o que houve com o motorista Fernando Resende, 46 anos, morador de Mauá. Ele se tornou correntista da Caixa há pouco mais de um mês e, assim que soube da possibilidade de realizar o saque, acessou o link fgts.caixa.gov.br para sinalizar que gostaria de receber o crédito em conta. Feito isso, o recado que constava era o de que o dinheiro seria disponibilizado em 27 de setembro, quando ele receberia se tivesse aberto a conta antes de 24 de julho. O sistema, porém, não reconhecia essa diferença. Passada a data, quando viu que o dinheiro não caiu, ele começou a visualizar no aplicativo da Caixa que sua liberação estava em processamento e, no do FGTS, que a data prevista era em 18 de outubro, justamente quando os nascidos em janeiro poderiam acessar o montante disponível.

“Ontem (quinta) fui primeiro em uma casa lotérica, onde me foi emitido um papel dizendo que o pagamento não foi efetuado porque não existia pagamento liberado. Então fui procurar uma agência bancária, onde, no caixa eletrônico, obtive comprovante com a mesma mensagem. Só depois liguei para a gerente da minha agência, em Santo André, já que estava tentando sacar o dinheiro em Mauá, perto da minha casa, para ver o que ocorreu, e ela me pediu para ir até lá amanhã (hoje), pois eu tinha que ir para o trabalho, mas até agora não sei o que aconteceu”, lamentou Resende.

O que o deixou mais preocupado foi o fato de ele estar contando com o dinheiro disponível para fazer a matrícula da filha de 11 anos na escola, uma vez que ela fez um teste e conseguiu uma bolsa com 40% de desconto caso efetuasse o pagamento até ontem. “Depois que sair do banco vou procurar a escola para ver se eles me ajudam e seguram um pouco o valor do desconto. A diferença é muito grande, de mais de R$ 300. Eu não podia perder essa chance”, contou.

Outros problemas ocorridos foram, por exemplo, o de quem tinha a mensagem de que receberia ontem também mas, no caixa eletrônico, havia um recado dizendo que o valor já tinha sido pago, sendo que o dinheiro não tinha saído do saldo do FGTS. Ou de quem não conseguiu sacar por inconsistência de dados, como a falta de documento com nome de casado, enquanto que na conta constava o de solteiro. Ainda, é possível que tenha havido erro no Cartão do Cidadão, usado em casa lotérica para o saque, ou resposta errada na hora de comprovar que é a pessoa, a fim de evitar fraude. Por exemplo, pode ser perguntado em qual empresa trabalhou em 2003. Caso não saiba a resposta, ele trava a retirada.

Segundo a Caixa, os entraves aconteceram por erro no sistema ou inconsistência de dados, e assim que o trabalhador buscar uma agência e for identificado e solucionado o problema, é feita liberação manual de pagamento, que ocorrerá em cinco dias úteis. “Esclarecemos que, no caso de dificuldade de realização do saque nas lotéricas, autoatendimento ou em caso de divergências de informações no FGTS, o trabalhador deverá procurar uma das agências da Caixa com os documentos pessoais RG/CPF e carteira de trabalho. O trabalhador tem até o dia 31 de março de 2020 para comparecer em uma de nossas agências, mas recomendamos que não deixe para a última hora. Quem não realizar o saque até o fim do calendário terá o valor recomposto em sua conta do FGTS”, justifica o banco, em nota.

Quem aniversaria em fevereiro, pode sacar no dia 25. Esse cronograma vai até 6 de março, para quem aniversaria em dezembro.

HORÁRIO EXTRA

Algumas agências irão abrir hoje, das 9h às 15h, para atender os trabalhadores beneficiados e sanar dúvidas. Na segunda e na terça, haverá horário estendido de atendimento, das 8h às 16h. Para saber quais unidades irão operar nesse esquema, basta acessar http://www.caixa.gov.br/beneficios-trabalhador/fgts/saque-FGTS/horario-estendido/Paginas/default.aspx.
 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;