Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 11 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Alcolumbre tenta derrubar investida para alterar projeto da cessão onerosa



15/10/2019 | 17:43


O presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), tenta derrubar as tentativas de alterar o projeto que divide os recursos do megaleilão do petróleo com Estados e municípios. Senadores tentam modificar o conteúdo da proposta para destinar mais recursos para as regiões Norte e Nordeste e para o Distrito Federal.

Alcolumbre conversou na tarde desta terça-feira, 15, com os senadores Rogério Carvalho (PT-SE) e Cid Gomes (PDT-CE) antes da votação do texto, que foi aprovado na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) e está na pauta do plenário. Carvalho apresentou uma emenda destinando mais R$ 2,1 bilhões, da parte da União, para Norte, Nordeste e o governo do Distrito Federal.

Se houver alterações, o texto retorna à Câmara dos Deputados. Na avaliação do presidente do Senado, os deputados vão rejeitar qualquer alteração que beneficie mais o Norte e o Nordeste. Se o projeto for aprovado como está, o texto segue direto para sanção presidencial. Na Câmara, a maioria das bancadas são de outros Estados. Além disso, líderes do Centrão são opositores de governadores em suas regiões.

O leilão do excedente das áreas do pré-sal está previsto para o dia 6 de novembro. Até esta data, Alcolumbre quer convocar uma sessão do Congresso Nacional para votar o projeto que abre um crédito extra permitindo ao governo federal pagar à Petrobras R$ 33,6 bilhões oriundos do acordo de revisão da chamada cessão onerosa.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Alcolumbre tenta derrubar investida para alterar projeto da cessão onerosa


15/10/2019 | 17:43


O presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), tenta derrubar as tentativas de alterar o projeto que divide os recursos do megaleilão do petróleo com Estados e municípios. Senadores tentam modificar o conteúdo da proposta para destinar mais recursos para as regiões Norte e Nordeste e para o Distrito Federal.

Alcolumbre conversou na tarde desta terça-feira, 15, com os senadores Rogério Carvalho (PT-SE) e Cid Gomes (PDT-CE) antes da votação do texto, que foi aprovado na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) e está na pauta do plenário. Carvalho apresentou uma emenda destinando mais R$ 2,1 bilhões, da parte da União, para Norte, Nordeste e o governo do Distrito Federal.

Se houver alterações, o texto retorna à Câmara dos Deputados. Na avaliação do presidente do Senado, os deputados vão rejeitar qualquer alteração que beneficie mais o Norte e o Nordeste. Se o projeto for aprovado como está, o texto segue direto para sanção presidencial. Na Câmara, a maioria das bancadas são de outros Estados. Além disso, líderes do Centrão são opositores de governadores em suas regiões.

O leilão do excedente das áreas do pré-sal está previsto para o dia 6 de novembro. Até esta data, Alcolumbre quer convocar uma sessão do Congresso Nacional para votar o projeto que abre um crédito extra permitindo ao governo federal pagar à Petrobras R$ 33,6 bilhões oriundos do acordo de revisão da chamada cessão onerosa.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;