Fechar
Publicidade

Sábado, 24 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Facebook diz que usuários da Calibra terão que consentir com coleta de dados



16/07/2019 | 14:17


O executivo do Facebook responsável pela moeda digital Libra, David Marcus, afirmou que usuários da Calibra, subsidiária do Facebook responsável por operar pagamentos na criptomoeda, deverão consentir a coleta de dados pela empresa para cadastrar suas carteiras digitais.

Em depoimento ao Senado dos Estados Unidos, Marcus disse que a Calibra não terá permissão para compartilhar dados dos usuários ou suas transações com nenhuma companhia, incluindo o próprio Facebook, mas que a coleta das informações é necessária. Além disso, a Calibra exigirá documentos oficiais de identificação como parte de uma política de regulação e prevenção de crimes.

O executivo reiterou que os dados colhidos pela empresa não serão monetizados para o Facebook ou qualquer uma das investidoras da Associação Libra, órgão regulador da moeda digital, que incluem as empresas Visa, MasterCard e PayPal.

Perguntado sobre o uso de informações colhidas por outros serviços do Facebook, Marcus declarou que o conteúdo das mensagens enviadas por WhatsApp é criptografado e inacessível à companhia, mas não se pronunciou sobre serviços como Messenger e Instagram.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Facebook diz que usuários da Calibra terão que consentir com coleta de dados


16/07/2019 | 14:17


O executivo do Facebook responsável pela moeda digital Libra, David Marcus, afirmou que usuários da Calibra, subsidiária do Facebook responsável por operar pagamentos na criptomoeda, deverão consentir a coleta de dados pela empresa para cadastrar suas carteiras digitais.

Em depoimento ao Senado dos Estados Unidos, Marcus disse que a Calibra não terá permissão para compartilhar dados dos usuários ou suas transações com nenhuma companhia, incluindo o próprio Facebook, mas que a coleta das informações é necessária. Além disso, a Calibra exigirá documentos oficiais de identificação como parte de uma política de regulação e prevenção de crimes.

O executivo reiterou que os dados colhidos pela empresa não serão monetizados para o Facebook ou qualquer uma das investidoras da Associação Libra, órgão regulador da moeda digital, que incluem as empresas Visa, MasterCard e PayPal.

Perguntado sobre o uso de informações colhidas por outros serviços do Facebook, Marcus declarou que o conteúdo das mensagens enviadas por WhatsApp é criptografado e inacessível à companhia, mas não se pronunciou sobre serviços como Messenger e Instagram.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;