Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 14 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Câmara ainda não tem quórum 'seguro' para votar destaques da Previdência

Marcello Casal JR/Agência Brasil Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra


11/07/2019 | 15:43


Apesar das repetidas falas do presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e de lideranças da base sobre a disposição em se votar ainda nesta quinta-feira, 11, todos os 17 destaques que restam à reforma da Previdência, o plenário da Casa ainda não alcançou o quórum considerado seguro pelo governo para manter a salvo o texto aprovado ontem em primeiro turno.

Desde o começo da semana, Maia definiu o quórum de 490 deputados como um número mágico para iniciar votações nas quais o governo precisará de 308 votos para evitar que um destaque desfigure o texto principal. Às 15h30, no entanto, havia apenas 440 parlamentares na Casa, e 403 deles tinham marcado presença no plenário.

Mais cedo, ao chegar à Câmara, Maia disse estar seguro de que teria mais de 500 deputados na sessão desta quinta, que ainda não tem hora para ser reaberta. Na quarta, o texto-base da reforma foi aprovado por 379 votos a 131.

O governo e líderes da base ainda trabalham para a retirada de parte dos 17 destaques que ainda restam a ser votados. Quanto mais itens houver nessa lista, mais longo será o processo de votação, o que pode inclusive prejudicar os planos do presidente da Câmara em votar o texto-base em segundo turno nesta sexta-feira (12). O receio é de que muitos parlamentares governistas retornem às suas bases na sexta, esvaziando ainda mais o quórum no plenário.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Câmara ainda não tem quórum 'seguro' para votar destaques da Previdência


11/07/2019 | 15:43


Apesar das repetidas falas do presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e de lideranças da base sobre a disposição em se votar ainda nesta quinta-feira, 11, todos os 17 destaques que restam à reforma da Previdência, o plenário da Casa ainda não alcançou o quórum considerado seguro pelo governo para manter a salvo o texto aprovado ontem em primeiro turno.

Desde o começo da semana, Maia definiu o quórum de 490 deputados como um número mágico para iniciar votações nas quais o governo precisará de 308 votos para evitar que um destaque desfigure o texto principal. Às 15h30, no entanto, havia apenas 440 parlamentares na Casa, e 403 deles tinham marcado presença no plenário.

Mais cedo, ao chegar à Câmara, Maia disse estar seguro de que teria mais de 500 deputados na sessão desta quinta, que ainda não tem hora para ser reaberta. Na quarta, o texto-base da reforma foi aprovado por 379 votos a 131.

O governo e líderes da base ainda trabalham para a retirada de parte dos 17 destaques que ainda restam a ser votados. Quanto mais itens houver nessa lista, mais longo será o processo de votação, o que pode inclusive prejudicar os planos do presidente da Câmara em votar o texto-base em segundo turno nesta sexta-feira (12). O receio é de que muitos parlamentares governistas retornem às suas bases na sexta, esvaziando ainda mais o quórum no plenário.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;