Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 14 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Anfavea explica redução das alíquotas de importação no acordo Mercosul-UE



04/07/2019 | 11:53


A Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea) divulgou nesta quinta-feira, 4, como se dará a redução das alíquotas de importação no acordo entre Mercosul e União Europeia.

Nos primeiros sete anos de vigência, a alíquota permanece de 35%. Uma cota anual de 50 mil veículos poderá usar uma taxa de 17,5%, sendo de 32 mil unidades para o Brasil.

No oitavo ano, a taxa para veículos que ultrapassarem a cota cairá de 35% para 28,4%. No nono ano, será reduzida para 21,7%. A partir do 10º ano, a alíquota passará a 15%. Neste ano, a cota será eliminada porque não fará mais sentido, uma vez que a taxa principal será já inferior à taxa da cota, de 17,5%.

A partir do 11º ano, a alíquota será reduzida em 2,5 pontos porcentuais a cada ano, até chegar a 2,5% no 15º ano e zerando no 16º ano.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Anfavea explica redução das alíquotas de importação no acordo Mercosul-UE


04/07/2019 | 11:53


A Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea) divulgou nesta quinta-feira, 4, como se dará a redução das alíquotas de importação no acordo entre Mercosul e União Europeia.

Nos primeiros sete anos de vigência, a alíquota permanece de 35%. Uma cota anual de 50 mil veículos poderá usar uma taxa de 17,5%, sendo de 32 mil unidades para o Brasil.

No oitavo ano, a taxa para veículos que ultrapassarem a cota cairá de 35% para 28,4%. No nono ano, será reduzida para 21,7%. A partir do 10º ano, a alíquota passará a 15%. Neste ano, a cota será eliminada porque não fará mais sentido, uma vez que a taxa principal será já inferior à taxa da cota, de 17,5%.

A partir do 11º ano, a alíquota será reduzida em 2,5 pontos porcentuais a cada ano, até chegar a 2,5% no 15º ano e zerando no 16º ano.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;