Fechar
Publicidade

Domingo, 18 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Nacional

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Rompimento de cabo paralisa parte da Linha 5 - Lilás do Metrô

Rovena Rosa/ Agência Brasil Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra


25/06/2019 | 09:59


O rompimento de um cabo elétrico fechou quatro estações da Linha 5 - Lilás do Metrô de São Paulo na manhã desta terça-feira, 25. As estações Capão Redondo, Campo Limpo, Vila das Belezas e Giovanni Gronchi ficaram fechadas. O restante das estações da linha, no trecho de Santo Amaro à Chácara Klabin, operava normalmente.

Ônibus da operação Paese foram acionados para realizar o trajeto paralisado. De acordo com a concessionária ViaMobilidade, a paralisação ocorre por causa do rompimento de cabos da rede aérea, o que impossibilita o fornecimento de energia para as estações paralisadas.

Nas redes sociais, usuários postam fotos da situação, que ficou caótica. Grupos de pessoas se acumulam nos pontos de ônibus, que não eram suficientes para transportar o grande número de passageiros. Por volta das 10h ainda havia dificuldade no transporte.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Rompimento de cabo paralisa parte da Linha 5 - Lilás do Metrô


25/06/2019 | 09:59


O rompimento de um cabo elétrico fechou quatro estações da Linha 5 - Lilás do Metrô de São Paulo na manhã desta terça-feira, 25. As estações Capão Redondo, Campo Limpo, Vila das Belezas e Giovanni Gronchi ficaram fechadas. O restante das estações da linha, no trecho de Santo Amaro à Chácara Klabin, operava normalmente.

Ônibus da operação Paese foram acionados para realizar o trajeto paralisado. De acordo com a concessionária ViaMobilidade, a paralisação ocorre por causa do rompimento de cabos da rede aérea, o que impossibilita o fornecimento de energia para as estações paralisadas.

Nas redes sociais, usuários postam fotos da situação, que ficou caótica. Grupos de pessoas se acumulam nos pontos de ônibus, que não eram suficientes para transportar o grande número de passageiros. Por volta das 10h ainda havia dificuldade no transporte.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;